Inglaterra

Phil Foden técnico? Manchester City lança bela campanha sobre conscientização no uso de água

O Manchester City colocou no ar uma campanha bem interessante sobre o uso consciente de água. Nela, o atual jovem e talentoso Phil Foden é técnico e o ano é 2045. O mundo vive uma falta de água que está fechando diversos estádios – incluindo o do City. A ideia é mostrar que os relatórios climáticos atuais mostram um cenário terrível para daqui poucos anos, mas que ainda há tempo para agirmos.

[foo_related_posts]

De acordo com os últimos dados das Nações Unidas, quase 5 bilhoes de pessoas em todo o mundo podem viver em áreas com escassez de água em 2050. A Agência de Proteção do Meio-Ambiente do Reino Unido estima que, devido a pressões como alta demanda, envelhecimento de estruturas e mudanças climáticas, partes da Inglaterra podem sofrer com secas em 2045.

O relatório do Comitê de Contas Públicas confirmou este risco. Para muita gente apaixonada por futebol, viver com escassex extrema de água está a uma geração de distância.

O vídeo “End of Football” (O fim do futebol), produzido junto a nosso patrocinador de tecnologia aquática Xylem Inc., apresenta vários jogadores do City e pretende chamar a atenção dos torcedores de futebol falando sobre um mundo sem água. Filmado no icônico Etihad Stadium do Manchester City, o vídeo destaca o impacto que a falta de água pode ter na sociedade, incluindo o futebol, através da vida de uma jovem torcedora do City.

As gravações aconteceram antes da pausa do futebol por conta do Coronavírus, mas a pandemia nos ensinou o quão verdadeiramente frágil é nosso planeta. Agora, mais que nunca, devemos proteger nosso futuro dando simples passos para utilizar a água de uma forma sutentável. Baixe nosso Water Hero Playbook para conhecer as pequenas mudanças que você pode fazer no seu dia a dia e que lhe ajudarão a reduzir seu desperdício de água.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo