Inglaterra

O Leeds ofereceu um tocante adeus à torcedora que comprou seu carnê de temporada por 64 anos

Há torcedores que simbolizam a alma e a identidade de um clube. Aqueles que, independentemente da fase do time ou da previsão do tempo, estão lá nas arquibancadas. Edna Newton tinha sua cadeira marcada em Elland Road. A senhorinha de 94 anos começou a frequentar os jogos do Leeds United ainda na década de 1930, ao lado dos tios. E, desde 1954, comprou o carnê de temporada dos Whites ininterruptamente. Faleceu na última semana, mas sua memória não deixou de ser exaltada pelos outros aficionados. No minuto 64 do empate com o Nottingham Forest, os aplausos ecoaram para homenagear os 64 anos de dedicação da fanática nas tribunas.

Edna Newton viu de tudo um pouco na história do Leeds. Acompanhou os tempos em que o clube se afirmava na primeira divisão. Já na época em que começou a comprar o carnê de temporada, passou a celebrar os gols da lenda John Charles. Assistiu ao time mítico de Don Revie, acompanhou os dias infelizes de Brian Clough. Aturou as vacas magras na década de 1980 até a reconquista do Campeonato Inglês em 1992. E até sonharia um pouco mais alto na virada do século, quando o investimento da diretoria era tão grande que levou a complicações financeiras ao longo dos últimos anos, com direito à queda inédita à terceira divisão. Tudo para se reconstruir e, na Championship, voltar a alimentar os sonhos da torcedora com Marcelo Bielsa. Se a idosa não poderá ver um possível retorno à Premier League, ao menos agora os jogadores terão um motivo a mais pelo qual jogar.

Edna morava nos arredores de Elland Road. Curiosamente, sua cadeira de sempre ficava na John Charles Stand, o setor das arquibancadas em homenagem ao ídolo que ela viu eclodir. Não à toa, seu jogador favorito depois desses 64 anos. A senhora, aliás, viveu aventuras além das fronteiras. Quando o Leeds chegou à final da Copa dos Campeões, em 1975, ela assistiu à derrota para o Bayern de Munique direto das arquibancadas do Parc des Princes. Decepção que não rompeu a sua fidelidade.

Quando Edna Newton comprou seu primeiro carnê de temporada, o preço para ver todos os jogos do Leeds United na liga era de míseras £4. Nesta temporada, ela pagou £408 para renovar o seu direito de frequentar a John Charles Stand, sinal da inflação e da valorização do futebol. “Quero continuar indo aos jogos enquanto eu puder. Vou sozinha, mas realmente me dou bem com as pessoas que se sentam perto de mim. Certa vez, alguém perguntou ao meu irmão como eu conseguia comprar o carnê de temporada todos os anos. Eu respondi: ‘Não fumo, não bebo, não namoro um garotão e não aposto em cavalos lentos. É assim que faço'”, contou a torcedora, em entrevista ao Yorkshire Evening Post em 2014.

Neste sábado, o assento de Edna não esteve vazio. O Leeds United colocou um buquê de flores em sua cadeira de sempre na John Charles Stand. Um minuto de silêncio foi respeitado antes que a bola rolasse, com sua imagem da idosa reproduzida no telão. Já no 64° minuto de bola rolando, os aplausos em homenagem à torcedora tomaram a atmosfera. Várias personalidades ainda prestaram tributo a Edna nas redes sociais, incluindo antigos ídolos dos Whites. Agora, resta ao time de Marcelo Bielsa – que certamente ofereceu algumas alegrias nos últimos dias de vida da senhorinha – buscar o almejado retorno à Premier League. O clube ocupa a segunda colocação na Championship, após 15 rodadas.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo