Inglaterra

Morre Ron Flowers, lenda do Wolverhampton e parte do time da Inglaterra campeã mundial

Ex-meia tinha 87 anos e marcou época com os Wolves na década de 1950

Morreu, na última sexta-feira (12), o ex-meia inglês Ron Flowers, lenda do Wolverhampton e integrante da seleção da Inglaterra campeã mundial em 1966. Ron tinha 87 anos e recebeu homenagens de seu clube nas redes sociais.

Falar de Flowers é relembrar também a fase de ouro dos Wolves no cenário inglês. Se hoje a equipe ocupa uma posição intermediária e longe dos títulos, nos anos 1950 e 60 a agremiação brilhou e dominou a Inglaterra, conquistando três vezes a liga em 1954, 58 e 59, além de conquistar a FA Cup em 1960.

O ex-meia foi parte crucial neste período de sucesso. Ron defendeu a equipe de 1952 a 67, atravessando diversos momentos distintos, da glória ao descenso. Com 515 partidas com a camisa dos Wolves, ele é o quinto jogador com mais aparições na história do clube, atrás apenas de Derek Parkin (609), Kenny Hibbitt (574), Steve Bull (561) e Billy Wright (541).

O impacto de Flowers no futebol inglês não se deu só por clubes. Convocado regularmente para a seleção entre 1955 e 66, participou do ciclo vencedor liderado por Sir Alf Ramsey e esteve em duas Copas do Mundo por seu país, em 62 e 66. No Mundial disputado em solo inglês, Ron foi um dos convocados, mas não entrou em campo durante nenhuma partida. Isso quase aconteceu justamente na decisão contra a Alemanha, uma vez que Jack Charlton foi dúvida por um resfriado na véspera e Ramsey chegou a cogitar que Flowers assumisse sua vaga. No entanto, Jackie se recuperou bem e foi ao gramado de Wembley como titular, enquanto Ron permaneceu no banco.

Inicialmente, apenas os 11 que entravam em campo recebiam medalhas de campeões na ocasião, prática comum no passado. Flowers só viu essa injustiça ser corrigida em 2009, quando participou de uma cerimônia oficial junto à Football Association para retirar seu justo prêmio como parte do elenco vencedor.

Ainda houve tempo para que Ron vestisse as camisas do Northampton Town e do Telford United antes da sua aposentadoria, em 1971. Como muitos jogadores de seu tempo, Flowers optou por deixar o esporte, mas sem esquecê-lo em sua empreitada seguinte: virou dono de uma loja de artigos esportivos em Wolverhampton, que se estabeleceu como referência do ramo na cidade.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo