Inglaterra

Mercado do Liverpool deve terminar quieto, mas com boa notícia: Henderson renovou

A negociação havia empacado, mas os Reds garantiram que a história de 10 anos do seu capitão será prolongada por mais algum tempo

A menos que haja uma reviravolta, o Liverpool não deve contratar reforços nesta terça-feira, último da janela de transferências da maioria das ligas europeias, mas pelo menos terminou o seu mercado com uma boa notícia para tranquilizar a sua torcida. O capitão Jordan Henderson, 31 anos, renovou contrato e ficará vinculado ao segundo maior campeão da Inglaterra até 2025.

Parece uma decisão óbvia, mas não era tanto em julho, quando a The Athletic publicou que as negociações para renovar o contrato que entrava nos últimos dois anos haviam esfriado, o que deixou a porta aberta para potenciais interessados. O paralelo era com Georginio Wijnaldum, com a mesma idade de Henderson. Com política de colocar seu dinheiro em jogadores mais jovens, o Liverpool não quis dar ao holandês os salários e o tempo de vínculo que ele queria. Acabou perdendo-o para o Paris Saint-Germain sem receber uma taxa de transferência.

O mesmo PSG e o Atlético de Madrid apareceram como destinos especulados para Henderson, apostando que o Liverpool não estaria disposto a perder mais um jogador importante sem uma recompensação financeira, caso as negociações pela renovação continuassem empacadas. Isso ligou o sinal de alerta na torcida porque Henderson não é apenas um excelente meio-campista, mas o capitão do time, uma presença forte na comunidade e um dos jogadores mais identificados com as arquibancadas.

O histórico com o Fenway Sports Group dizia que nenhum desses atributos é uma garantia porque até mesmo a situação de Steven Gerrard chegou a um ponto em que uma renovação não foi acertada, com a lenda do Liverpool preocupada com o tempo de jogo que teria naquela época, sob o comando de Brendan Rodgers. Após os fiascos de relações públicas da pandemia – a tentativa de usar um programa do governo para cobrir os menores salários do clube, o Projeto Big Picture e a Superliga – perder Henderson seria um duro golpe às relações entre torcida e donos em Anfield.

Mas está tudo certo agora. “É incrível finalmente terminar a renovação e poder apenas me concentrar no futuro. Estou em um momento diferente, claro, como jogador e pessoa, em relação a quando cheguei. Aprendi e cresci muito aqui e agradeço muitas pessoas por isso. Amei cada minuto, mesmo quando olho para os momentos mais difíceis, eu ainda estava gostando de fazer parte deste clube. Quanto mais eu puder fazer isso, melhor para mim. Eu quero ficar aqui o máximo possível, sempre disse isso. Continuar essa jornada é incrível para mim e para minha família e espero que os torcedores e o clube sintam a mesma coisa”, afirmou Henderson.

Contratado em 2011, Henderson chegou a ser muito questionado no começo da sua passagem pelo Liverpool. Quase foi envolvido em uma troca por Clint Dempsey, então no Fulham, e teve que aguentar o pesado fardo de ser o sucessor de Gerrard como capitão do time. Mas se estabeleceu como um dos pilares da equipe, tanto dentro quanto fora de campo, e colecionou atuações incríveis nos títulos conquistados sob o comando de Jürgen Klopp.

Ele se junta à lista de jogadores que renovaram contrato para ficar um pouquinho mais no Liverpool durante esta janela de transferências, após Trent Alexander-Arnold, Andrew Robertson, Alisson, Fabinho e Van Dijk. Salah, Mané e Firmino agora têm os contratos mais curtos entre os pilares da equipe, todos com validade até 2023. A única contratação do Liverpool para a próxima temporada foi o zagueiro Ibrahima Konaté, do RB Leipzig.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo