BrasilInglaterraLeste Europeu

Maicon, Sandro e Rômulo estão no radar de Felipão

A falta de um lateral direito reserva – alguns acham que até titular – preocupa a Seleção Brasileira. Jean foi o reserva de Daniel Alves na Copa das Confederações, mas obviamente isso não satisfaz ninguém. Então, com um pouco menos de um ano para a Copa, Felipão disse ao jornal O Estado de S. Paulo que sim, Maicon continua sendo observado. Mas as chances do jogador do Manchester City só vão existir se, e somente se, ele voltar a jogar com regularidade. E tem todo sentido.

Maicon foi um dos laterais mais potentes dos últimos anos na Seleção Brasileira. Com Dunga, se tornou um trator pelo lado do campo. Daniel Alves nunca conseguiu concorrer com a força defensiva que o jogador oferecia, até porque ofensivamente Maicon também agradava. Só que assim como Dunga, Maicon desapareceu depois da Copa. Fez temporadas ruins pela Internazionale e acabou vendido por uma pechincha ao Manchester City. A expectativa era que ele tomasse a posição de Pablo Zabaleta, mas não foi o que aconteceu. E agora, Maicon amarga a reserva sem muita perspectiva.

Maicon teve seu último momento de brilho na Copa América de 2011, quando mesmo mal no seu clube, foi chamado por Mano Menezes, que também sentia a falta de opções para o setor. Durante a competição, acabou ganhando a posição de Daniel Alves, como já tinha feito antes. Depois, porém, continuou sem jogar bem e, na última temporada, sem nem jogar, praticamente. Foram só 16 jogos na temporada, seis deles vindo do banco de reservas.

O lateral é um dos jogadores no radar de Felipão, mas estão longe de ser o único. Perguntado sobre Sandro, volante do Tottenham, o técnico disse que ele está em observação, assim como vários outros jogadores – incluindo Rússia e Ucrânia, onde muitos brasileiros atuam por ter se tornado um mercado atrativo financeiramente. Jogar nesses dois países não fará o jogador se esconder do radar do técnico.

“[Sandro] É um deles. O Rômulo, volante que está na Rússia, é outro. Também quero dar chance ao Mário Fernandes, lateral-direito do CSKA. Essa é uma posição em estou procurando gente, porque o reserva do Daniel não é lateral (Jean). Quem sabe se o Maicon voltar a jogar, porque na temporada passada quase não entrou em campo… Outro que pretendo ver de perto é o Willian, que foi do Shakhtar para o Anzhi. Ele fez uma primeira fase de Copa dos Campeões espetacular, jogou uma partidaça contra o Chelsea em Londres. Tem mais alguns jogadores que atuam na Rússia e na Ucrânia que são interessantes e podem ter chance”, afirmou Felipão em entrevista ao Estadão (que, aliás, vale ler).

Quando Mano Menezes chamou Sandro e Rômulo, foi criticado. Sandro, ex-Internacional e agora no Tottenham, vinha fazendo uma excelente temporada pelos Spurs, mas se machucou gravemente. Vinha sendo um dos jogadores que mais desarma o adversário, o que é, de fato, notável em uma liga que tanto se considera de alto nível. Rômulo é do Spartak Moscou e é ex-Vasco.

Ambos foram os volantes da Seleção Brasileira na Olimpíada de Londres. Rômulo se machucou e acabou perdendo espaço, mas chegou a ser convocado para a seleção principal por Mano. Sandro, especialmente, fez uma Olimpíada ruim e isso o deixou marcado negativamente. À parte isso, a boa temporada o qualifica para ser observado por Felipão e, possivelmente, convocado. Só que o peso das críticas certamente será outro.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo