InglaterraItália

Lukaku admite que pediu para sair: “Só deixaria a Inter pelo Chelsea”

Após duas temporadas de sucesso na Inter, Lukaku pediu para a Inter entrar em acordo para o Chelsea, clube que ele é torcedor

O atacante Romelu Lukaku admitiu ter pedido à Internazionale para chegar a um acordo para se transferir para o Chelsea. O belga, de 28 anos, foi o principal jogador do clube italiano na conquista do título da Serie A, o primeiro desde 2010. O Chelsea acertou a sua contratação por € 115 milhões. Sua saída foi dolorida para os torcedores italianos, que perderam o principal jogador do time. O belga conta, porém, que o Chelsea era o único clube que ele pensaria em aceitar uma proposta, por ser o time que ele amava desde criança.

Em San Siro, Lukaku se recuperou na carreira. Foram 64 gols em 95 jogos. “Eu só deixaria a Inter pelo Chelsea. Os garotos adoram Real Madrid, Barcelona, Manchester United. E o Chelsea para mim, todo mundo sabe o que o Chelsea significa para mim”, contou Lukaku em entrevista à HLN.

“Se eles me perguntassem, por que eu diria não? Eu só entendi que o Chelsea estava a sério na terceira oferta. Então foi € 100 milhões, depois € 105 milhões, e então foi para € 110 milhões. Então eu soube que era verdadeiramente sério”, continuou o jogador.

“Estava em um buraco profundo no Manchester United. Não queria sair pela porta dos fundos na Inter. Então, depois do treino, eu fui até o escritório de [Simone] Inzaghi. Não queria arruinar a atmosfera porque eu não estava mais com a cabeça em Milão. Então pedi a ele: por favor, cheguem a um acordo”.

O Chelsea era o time do coração de Lukaku. Quando ainda era um adolescente no Anderlecht, ele visitou Stamford Bridge e tinha o sonho de repetir o ídolo Didier Drogba. O jogador foi contratado efetivamente pelo clube em 2011, quando tinha 18 anos. Fico apenas uma temporada, em que foi pouco aproveitado, e foi emprestado a West Brom e Everton, que o contrato em definitivo em 2014.

Após 10 anos, ele voltou ao Chelsea e rapidamente se adaptou, inclusive marcando um gol contra o Arsenal na sua estreia. “Nas duas primeiras sessões a intensidade foi muito alta nos dois ou três primeiros dias e eu fiquei um pouco assustado. Mas dois dias antes da partida, tivemos um treino que eu marquei dois gols e pensei: agora sim”, descreveu o jogador.

“O time está parecendo bom, o técnico também, amo o sistema que jogamos porque é o mesmo daqui [seleção belga], apenas a ênfase é diferente. Para mim, é fantástico, porque eu jogo em um time que domina”, disse ainda o atacante.

Euro 2020: “A Itália nos superou taticamente e tecnicamente”

Lukaku também comentou sobre a Euro 2020, quando a Bélgica acabou eliminada pela Itália nas quartas de final, depois de passar por Portugal de Cristiano Ronaldo nas oitavas. “Eden não estava fisicamente inteiro, Kevin teve uma operação…”, disse o jogador. “Durante o torneio, já vi pequenos sinais, o que deixou claro que seria difícil. A Itália nos superou taticamente, mas também tecnicamente. Isso doeu especialmente”.

“Cristiano Ronaldo é um dos três melhores jogadores da história do futebol”

“Não me comparem com o Cristiano Ronaldo, nunca. Ele é, para mim, um dos três melhores jogadores da história do futebol. O que ele conseguiu no futebol é excecional. Eu tive a sorte de jogar contra ele em Itália e agora voltamos os dois ao futebol inglês, que ganha com o regresso dele. Além disso, comparar estatísticas e tudo isso, não tem sentido”, disse o jogador, em coletiva de imprensa da seleção belga.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo