O Liverpool estava com o pé muito afiado, nesta quinta-feira. Marcou cinco gols com chutes de média distância, quatro de fora da área, na goleada por 7 a 2 sobre o , da . A vitória garantiu mais um confronto contra o Arsenal, semana que vem, alguns dias depois do pela Premier League e após a derrota, nos pênaltis, na .

Pep Lijnders, auxiliar de Klopp responsável pela entrevista coletiva pré-jogo, havia dito que o Liverpool adotaria uma nova abordagem para a competição, após o que ele chamou de evolução do elenco. Jovens que ganharam oportunidades em edições anteriores, como Curtis Jones e , estão mais estabelecidos, e há profundidade maior com as chegadas recentes de Thiago, Diogo Jota e .

O Liverpool não escalou o melhor que tinha à disposição, e sequer levou o trio de ataque titular ao banco de reservas, mas teve um time forte. Com as ausências de Joe Gomez e Joel Matip por lesão, Virgil Van Dijk começou jogando ao lado de Rhys Williams, com Tsimikas fazendo a sua estreia na esquerda. Marko Gruji formou o meio-campo com Jones, e Minamino. Shaqiri, Harvey Elliott e Divock Origi formaram o trio de ataque.

A mistura entre talento jovens e jogadores mais experientes foi demais para o City. Shaqiri abriu o placar com uma cobrança de falta, antes dos dez minutos. Ao intervalo, o Liverpool vencia por 4 a 0, com dois belos chutes colocados de Curtis Jones, um de fora da área e outro da entrada dela, e outro parecido de Minamino.

Com a vitória garantida, Klopp preservou Van Dijk ainda no intervalo, lançando mais uma vez Fabinho como zagueiro. O japonês ampliou para 5 a 0 no começo do segundo tempo, mas Adetayou Edun descontou ao time da terceira divisão. Grujic, primeira contratação da era Klopp, em janeiro de 2016, anotou seu primeiro gol pelo Liverpool com um chute desviado da entrada da área. Lewis Montsma marcou o segundo do Lincoln, de cabeça, em escanteio, e Origi fechou o festival de gols em contra-ataque.

O Liverpool enfrenta o Arsenal, pela Premier League, na próxima segunda-feira, e depois repetirá o confronto, provavelmente na quinta, pela Copa da Liga. Os dois times enfrentaram-se por esta competição ano passado – aquele 5 a 5 eletrizante vencido pelos Reds nos pênaltis. Os últimos dois jogos tiveram uma vitória dos Gunners e o empate da .

.

.