Inglaterra

Liverpool consegue a sua grande contratação na temporada: renova com o ídolo Mohamed Salah até 2025

Após longas negociações, Salah, de 30 anos, renova contrato com o Liverpool por mais três temporadas e se torna o jogador mais bem pago da história do clube

A novela finalmente chegou ao fim. Após longos meses de negociação, Mohamed Salah renovou seu contrato com o Liverpool até 2025, encerrando um período de incertezas em relação ao futuro do jogador, já que seu contrato se encerraria ao final da próxima temporada, em junho de 2023. Atualmente com 30 anos, o atacante ficará vinculado ao Liverpool até os 33 anos. A sensação é que a renovação de Salah é a maior contratação do Liverpool na temporada, até pela capacidade e pelo tamanho do egípcio no clube.

Com a saída de Sadio Mané para o Bayern, a permanência do egípcio se tornou ainda mais importante. A renovação o torna o jogador mais bem pago da história do clube, com algo em torno de £ 18 milhões por ano (algo em torno de € 20,8 milhões). O modelo encontrado pelo clube para atingir aquilo que os representantes de Salah pediram atribuiu os rendimentos do jogador com cláusulas de desempenho. Salah será recompensado conforme o número de gols que ele fizer ou participar.

As negociações se arrastaram por muitos meses. Salah entraria no seu último ano de vínculo e poderia deixar o clube sem custos ao final da temporada 2022/23. As conversas entre representantes do jogador e clube estavam travadas, mas aceleraram nos últimos dias.

O diretor esportivo do Liverpool, Julian Ward, foi quem se deslocou para encontrar Salah, que está de férias, para finalizar a papelada e assinar o contrato. O presidente do Fenway Sports Group, Mike Gordon, foi descrito como fundamental na negociação com o agente do jogador, Ramy Abbas Issa.

O acerto é uma grande vitória para o clube, que já viu o trio histórico Mané-Firmino-Salah se desmontar com a saída do senegalês. O fico de Salah mantém um jogador que é de qualidade e rendimentos comprovados, que traz gols, boas atuações e tem uma capacidade de decisão que seria muito difícil de ser substituída.

“Me sinto ótimo e estou empolgado em conquistar títulos com o clube. É um dia feliz para todo mundo”, afirmou Salah. “Leva um pouco de tempo, acho, para renovar, mas agora tudo está feito e precisamos apenas em focar o que vem a seguir”.

“Vocês podem constatar nos últimos cinco ou seis anos que o time está sempre seguindo adiante. Na temporada passada, estávamos perto de ganhar quatro títulos, mas infelizmente na última semana da temporada, perdemos dois deles”, continuou Salah.

“Penso que estamos em boa posição para lutar por tudo. Também temos novas contratações. Só precisamos continuar a trabalhar arduamente, ter uma boa visão, sermos positivos e tentar tudo de novo”.

“Se olho quando cheguei, o clube não estava ganhando muitas coisas, mas acredito que disse a vocês que vim aqui para ganhar troféus. Ganhamos bons títulos desde então! Podemos fazer isso de novo. Ganhamos tantas coisas juntos. Tivemos algumas decepções, mas isso é o futebol”, continuou Salah. “Gostei do meu futebol aqui no clube e espero continuar a gostar e ganhar muitos troféus”.

Contratado em junho de 2017 vindo da Roma por € 42 milhões, teve uma primeira temporada espetacular. Foram 44 gols em todas as competições em 2017/18. Desde então, são 254 jogos pelo Liverpool e 156 gols marcados. É o clube pelo qual ele mais jogou na carreira e o único em que ele passou dos 100 gols. Aos 30 anos, já é um dos grandes nomes da história do clube.

“Minha mensagem aos torcedores é que os jogadores no time querem dar o melhor na próxima temporada para tentar ganhar todos os títulos. Como costume, vocês nos apoiam e nos deram uma grande força e tenho certeza que ganharemos títulos juntos”, disse o egípcio.

Salah está em nono na artilharia histórica do Liverpool, o que não é um feito pequeno. Seus 156 gols o colocam dois atrás de Michael Owen, uma marca que ele ultrapassará com facilidade. O próximo da lista, Kenny Dalglish, um dos grandes ídolos da história dos Reds, tem 172 gols.

Caso mantenha o ritmo de gols marcados, Salah poderá alcançar ainda Robbie Fowler (1883) e Steven Gerrard (186). O maior artilheiro da história do clube é Ian Rush, com 346 gols. Com seu novo contrato e mais três anos pela frente, o jogador terá a oportunidade de subir ainda mais nessa lista. “É ótimo se ver em nono na lista de maiores artilheiros do clube, especialmente por fazer isso em pouco tempo”, disse.

“É algo incrível e acredito, como já disse muitas vezes antes, que o mais importante é conquistar títulos. Mas acho que quando você faz gols e ajuda o time a vencer jogos, isso também traz títulos. É algo que tenho orgulho”.

Com Salah, Jürgen Klopp poderá ter Salah, Darwin Núñez e Luis Díaz como principais opções de ataque, com Roberto Firmino sendo uma alternativa importante e também com um lugar na história do Liverpool por tudo que fez até aqui. O jogador perdeu espaço, mas ainda é muito apreciado por Klopp. Com a manutenção de Salah, o Liverpool mantém um jogador que não só marca muitos gols, mas que tem um alto poder de decisão e que é capaz de produzir em um nível de ser um dos melhores jogadores do mundo.

São cinco anos de Salah no Liverpool, com a conquista de todos os títulos possíveis nesse período. Com a permanência do jogador por ao menos mais três anos, a tendência é que o número de conquistas também aumenta, assim como a idolatria a um craque como o egípcio.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo