Inglaterra

Kulusevski diz que estava frustrado na Juventus e tem relação melhor com Antonio Conte

O sueco reclamou que atuava em posições novas o tempo todo e não estava fisicamente forte no clube italiano

Dejan Kulusevski estava se sentindo frustrado com a Juventus e às vezes uma mudança de ares é importante. Foi contratado em janeiro pelo Tottenham e rapidamente ganhou sua posição no ataque montado por Antonio Conte, com quem tem uma relação “melhor”.

O sueco de 21 anos foi uma das poucas boas notícias da temporada sob o comando de Andrea Pirlo, mas virou reserva nos primeiros meses com Massimiliano Allegri, até ser negociado com o Tottenham, por empréstimo, com cláusulas de compra.

Participou de todas as nove rodadas dos Spurs pela Premier League desde o começo de fevereiro, sete como titular. Uma alternativa a mais a um ataque muito dependente de Harry Kane e Son. Deu duas assistências e marcou dois gols.

“As coisas mudam rapidamente para um jogador. Houve tantas coisas na Juventus que não estavam funcionando e era muito frustrante. Eu jogava uma partida por mês em uma posição diferente. Meu corpo não se sentia bem, eu não me sentia fisicamente forte”, disse, segundo o The Athletic.

“No Tottenham, há um sopro de ar fresco. Tenho uma relação melhor com o técnico, sou mais bem treinado e meu físico melhorou”, acrescentou.

Segundo o Guardian, o Tottenham pagou € 10 milhões pela empréstimo de Kulusevski até junho de 2023. Há uma cláusula opcional de compra por € 30 milhões ao fim desta temporada e outra obrigatória de € 35 milhões quando o contrato temporário estiver terminando, caso algumas condições sejam cumpridas – classificação à Champions League e Kulusevski participando de 50% dos jogos dos Spurs por pelo menos 45 minutos.

Kulusevski está com a seleção sueca para a repescagem das Eliminatórias Europeias. Enfrentará a Tchéquia nesta quinta-feira, pelas semifinais. Quem vencer encara a Polônia por uma vaga na Copa do Mundo do Catar.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo