Copa da Liga InglesaInglaterra

Kompany fez uma partidaça em Wembley, digna de sua história e importante ao seu presente

Vincent Kompany está entre os melhores defensores de sua geração. Demorou a ter seu valor reconhecido, mas se tornou símbolo no Manchester City que ascendeu graças à injeção de milhões de libras. Capitão em grandes conquistas, chegou a ser eleito o melhor jogador da Premier League em 2011/12. No entanto, ao longo das últimas temporadas, sobravam mais dúvidas do que certezas quanto ao zagueiro. A idade pesava sobre suas costas e as lesões se tornaram comuns. Além disso, seu próprio estilo de jogo talvez não se casasse com o da equipe a partir da chegada de Pep Guardiola, considerando as limitações físicas. Ao menos neste domingo, o camisa 4 deu sua resposta. Fez uma partidaça e foi o melhor em campo na vitória por 3 a 0 sobre o Arsenal em Wembley. O dono da braçadeira voltou a erguer um troféu, desta vez o da Copa da Liga Inglesa, seu sétimo desde que desembarcou na Inglaterra.

As lesões seguem minando o espaço de Kompany. Foram três diferentes apenas nesta temporada. Retornou em janeiro e, entre outras partidas, disputou um compromisso pela Liga dos Campeões pela primeira vez desde as semifinais de 2015/16. Já neste domingo, ganhou a confiança de Guardiola na rotação das peças de sua zaga central. Teria um desafio considerável, marcando um dos jogadores mais rápidos do planeta, Pierre-Emerick Aubameyang. O gabonês, contudo, mal conseguiu aparecer em Wembley. Tirando uma chance nos primeiros minutos, ficou no bolso do belga ao longo do confronto.

Kompany atravessou uma noite praticamente perfeita em Wembley. Exibiu um tempo de bola preciso e um ótimo posicionamento, além de acompanhar Auba até nas arrancadas. Foi muito bem nos combates e nas antecipações. Além disso, seu esforço atrás acabou recompensado no ataque. Aos 13 minutos do segundo tempo, a partir de uma cobrança de escanteio, teve a oportunidade de anotar o segundo gol do Manchester City. Obviamente, os companheiros festejaram demais a sua coroação. Noite especial que terminou com a entrega da taça ao veterano.

No momento, Kompany precisa se provar a cada jogo. E certamente virão testes mais difíceis, considerando a exibição apagada do Arsenal na decisão. Mas a partidaça não deixa de ser um indicativo positivo ao belga, que ganha ainda mais créditos. Dentro das opções à zaga do Manchester City, continua sendo útil, especialmente por sua liderança e sua segurança. Termina o domingo não apenas recebendo os aplausos por aquilo que protagonizou em Londres, mas também pela carreira sólida que constrói na Inglaterra. Já são quase dez anos de clube, e com um brilho a mais entre tantos sucessos.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo