Inglaterra

Hicks tentará impedir venda do Liverpool no Supremo Tribunal

Um dos donos do Liverpool, Tom Hicks, prometeu lutar contra a venda do clube para o New England Sports Ventures, grupo norte-americano que apresentou proposta de € 343 milhões, no Supremo Tirbunal do país.

A diretoria do clube aceitou vender o Liverpool para o grupo norte-americano, dono também do time de baseball Boston Red Sox, mas os proprietários Tom Hicks e George Gillet afirmaram ter demitido dois diretores para impedir a venda.

Porém, o presidente do clube, Martin Broughton, afirmou que os americanos não têm poder para mudar a diretoria. Os dois lados devem travar uma disputa judicial, já que Hicks afirmou à rádio BBC 5 que pretende levar o caso para a justiça.

Segundo Hicks, Christian Purslow e Ian Ayre foram demitidos legalmente e substituídos por Mack Hicks, filho de Tom, e Lori Kay McCutcheon, vice-presidente da Hicks Holding, que dariam a maioria da diretoria aos donos e impediriam a venda do clube.

Hicks acreditas que a venda está abaixo do valor de mercado do Liverpool e os investidores perderiam € 160 milhões. O presidente, Broughton, porém, discorda. Trazido como interventor para intermediar a venda do clube, o dirigente diz que a diretoria do clube tem autoridade para fechar o negócio.

“Quando eu assumi o meu cargo, eles deram algumas garantias por escrito para o Royal Bank of Scotland que eu seria a única pessoa com poder para mudar a diretoria e eles [os donos] não teriam poder para impedir qualquer venda razoável”, afirmou Broughton.

“Eu acho que ele abusou de forma flagrante dessas garantias. Eu tenho o voto de minerva”, disse ainda o presidente dos Reds.

A Premier League ainda tem que aprovar a venda, mas deve ficar satisfeita com o plano do NESV para o clube. A disputa deve ser julgada na próxima semana, dada a ameaça de Hicks.

Se a decisão da justiça for favorável a Hicks e Gillet, ambos terão que renegociar o prazo de 15 de outubro dado pelo Royal Bank of Scotland para pagar o empréstimo de € 274 milhões e os juros de € 45 milhões.

Se a dívida não for paga, o Royal Bank of Scotland pode fazer o clube entrar em concordata e, como interventor, pode efetivar a venda para o NESV.

O New England Sports Ventures afirmou que irá acabar com a dívida do clube se efetivar sua compra. O técnico Roy Hodgson espera que a venda seja efetivada, segundo suas declarações para o site do clube, para o time ter poder para se reforçar.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo