Estados UnidosInglaterraMLS

Gerrard marca primeiro gol pelo Galaxy, que já desponta como candidato ao título

A sexta-feira à noite foi de futebol na Major League Soccer e teve um momento especial. Pela primeira vez, Steven Gerrard balançou as redes com a camisa do Los Angeles Galaxy. E logo em um jogo que é considerado o clássico da Califórnia contra o San Jose Earthquakes. Mais do que isso: em uma goleada por 5 a 2, de virada, depois de sair perdendo por 2 a 0 em casa.

LEIA TAMBÉM: Kaká e David Villa estão no Jogo das Estrelas da MLS; entenda como funciona a escolha

Quem também brilhou muito na partida foi o capitão do time de Los Angeles, Robbie Keane, que chegou a jogar com Gerrard no Liverpool em uma temporada, em 2008/09. Acabou fracassando daquela vez. Mas, ao que tudo indica, o veterano atacante, de 35 anos, vai se dar bem com Gerrard no futebol dos Estados Unidos. O inglês se mostrou bem à vontade.

“Nós tivemos química no Liverpool”, disse Gerrard. “Quando nós jogamos com bons jogadores, é fácil conectar. Roobbie está na crista da onda, ele é um jogador muito inteligente, ele fez muito aqui por muitos anos. Vocês testemunharam isso. Ele é MVP [na MLS]”, declarou ainda o inglês.

Mais do que o entendimento com Keane, Gerrard valorizou também a nova contratação do clube, Giovani dos Santos. “Para mim, é muito fácil conectar porque eu sei onde ele estará. Nós temos um grande entendimento. Eu tenho certeza que esse relacionamento ficará mais forte. Eu acho que quando adicionarmos [Giovani] Dos Santos a essa mistura também, nós podemos ter uma linha ofensiva extraordinária”, disse.

Normalmente Gerrard estaria em pré-temporada a essa altura, o que fez o técnico Bruce Arena se preocupar com a condição física do jogador, já que o time está em plena temporada. Mas o camisa 8 se mostrou bem nesse aspecto e jogou 88 minutos. “Bruce estava gritando para mim ‘como você está’ por cerca de 60 minutos, mas eu fingi que não podia ouvi-lo, apenas olhando para o outro lado”, contou Gerrard.

“Me senti como um garoto aqui hoje. Eu não queria sair. Eu quero jogar tanto futebol quanto eu puder. É uma das razões por que eu vim para este time foi para começar todos os jogos e jogar quantos minutos for possível. Eu estava determinado a não me tornar um jogador de elenco. Eu sinto que eu tenho muita energia. Eu ainda amo o jogo, eu estou aproveitando o treinamento, me adaptando muito bem, então até aqui está muito bom”, explicou ainda Gerrard.

LEIA TAMBÉM:Kaká arrancou e marcou um golaço nos Estados Unidos para lembrar dos seus melhores momentos

Keane acredita que à medida que Gerrard estiver mais adaptado, o seu futebol vai melhorar. “Nos últimos jogos, vocês viram os brilhos que ele teve, ele parece muito forte esta noite. Vocês viram do primeiro jogo até agora, a diferença em como ele está progredindo, como ele está parecendo forte, como está parecendo bem fisicamente, se adaptando, e ele irá ficar cada vez melhor”, analisou Keane.

Atual campeão da liga, o Galaxy tem cinco títulos e já anunciou a contratação de Giovani dos Santos, o que deve aumentar a força da equipe. Depois do jogo, Keane, que marcou três gols, respondeu sobre até onde pode ir o Galaxy. “Ouça, depende de nós, na verdade. Depende de nós”, respondeu o irlandês. “Se nós continuarmos jogando bem com os jogadores que não estão aqui… Certamente a próxima metade da temporada parece boa”, disse ainda o jogador.

O técnico Bruce Arena também falou sobre a parceria entre Keane e Gerrard. “Robbie e Stevie pareceram que já jogaram juntos antes”, declarou. “Obviamente, dois bons jogadores, e esta é a razão de Steven Gerrard estar aqui. Nós achamos que ele é um jogador que fará o nosso time melhor”, analisou Arena.

A vitória por 5 a 2 deixou o Galaxy na liderança da Conferência Oeste, com 34 pontos em 22 jogos. Na tabela geral de classificação, o time só fica atrás do DC United, que lidera a Conferência Leste com 35 pontos. O time da Califórnia é cada vez mais candidato ao título novamente.

Assista ao gol de Gerrard e aos melhores momentos da partida:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo