Inglaterra

Gandula que ajudou Arnold naquele escanteio contra o Barça assina primeiro contrato profissional com o Liverpool

Nascido em Leeds, Oakley Cannonier, 17 anos, defendeu o time sub-18 do Liverpool na última temporada

O torcedor casual do Liverpool talvez não conheça Oakley Cannonier, embora ele seja um dos nomes mais importantes da história recente do clube. Ok, talvez isso seja um exagero, mas Cannonier, então com 14 anos, foi o gandula cuja rapidez ajudou Trent Alexander-Arnold a cobrar aquele escanteio contra o Barcelona na semifinal da Champions League de 2018/19. Agora, ele terá a oportunidade de provar que é tão bom a bola nos pés quanto é com as mãos após assinar seu primeiro contrato profissional com os Reds.

Anfield, 1º de maio de 2019. O clima no estádio estava quente porque o Liverpool, após perder por 3 a 0 no Camp Nou, havia empatado o placar agregado, com pouco mais de dez minutos de tempo regulamentar. A bola saiu pelo lado direito do ataque. Antes de recolhê-la, Cannonier já entregado outra a Arnold, que aproveitou a defesa do Barcelona de costas para cobrar curto na primeira trave. Divock Origi apareceu, completou de primeira e mandou o Liverpool à decisão.

.

Cannonier, cujo papel na jogada foi destacado na hora pelo ex-capitão Graeme Souness que comentava o jogo na Irlanda, nasceu em Leeds e se juntou às categorias de base do Liverpool no sub-12. Agora com 17 anos, ele foi promovido à equipe sub-18 na última temporada e contribuiu com quatro gols na Premier League da categoria.

O site do Liverpool o descreve como um “atacante habilidoso, com bom controle da boa e finalização firme”, enfatizando que ele também já foi convocado para seleções inglesas das categorias de base – sub-15 e sub-16. Pelo Instagram, Cannonier comemorou a assinatura do seu primeiro contrato profissional. “Momento de orgulho para mim e para minha família. Um sonho de criança se realiza”, afirmou.

É impossível saber quanto sucesso terá como jogador profissional, e se sequer estreará pela equipe principal do Liverpool, mas ele está muito bem posicionado porque, independentemente do que faça, seu lugar na história do clube está garantido – pelo menos como um ídolo cult.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo