InglaterraPremier League

Ferguson não crê que Clattenburg tenha feito comentários racistas

Alex Ferguson se posicionou ao lado do árbitro Mark Clattenburg diante das acusações de racismo feitas pelo Chelsea. Alguns jogadores dos Blues, entre eles Obi Mikel, acusaram o juiz de ter utilizado palavras discriminatórias durante a partida contra o Manchester United, no último domingo. Clattenburg é investigado pelo caso.

“Eu não acredito que Mark Clattenburg iria fazer qualquer comentário como esse. Recuso-me a acreditar. Isso é impensável no clima moderno. Não há como um árbitro fazer isso ou se inclinar para isso. Tudo mudou nos últimos 25 anos. Fui jogador e sei que o tratamento entre árbitros e jogadores é completamente diferente hoje. Nunca um jogador meu fez uma reclamação do tipo nos últimos 15 anos”, afirmou.

Já Roberto Di Matteo, técnico do Chelsea, minimizou a declaração do escocês: “Eu penso que a investigação irá esclarecer o caso, por isso não posso comentar. Ferguson gosta de comentar sobre os outros times, mas nós não. As pessoas são livres para falar nesse país e vamos levar em consideração o que as outras pessoas dizem e usar isso como uma ferramenta motivacional”.

Uma das hipóteses levantadas pela imprensa inglesa é que, por conta do sotaque do árbitro, os jogadores teriam confundido “Mikel” e “monkey” (macaco). Além das palavras usadas por Clattenburg, Di Matteo também reclamou de suas decisões. O Chelsea teve dois jogadores expulsos na partida e o gol da vitória do United por 3 a 2 foi marcado de maneira irregular por Chicharito Hernández. Os Blues lideram a Premier League, um ponto à frente dos Red Devils.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo