Inglaterra

Everton desiste de recurso contra dedução de pontos na Premier League; entenda

Equipe não corre mais risco de rebaixamento após conquistar 14 pontos nos últimos sete jogos

O Everton retirou o recurso contra a perda de dois pontos por violação das Regras de Lucratividade e Sustentabilidade da Premier League (PSR). Salvo de qualquer risco de rebaixamento este ano, o clube de Liverpool anunciou a desistência nesta sexta-feira (10). No mês de abril, a equipe sofreu sua segunda dedução de pontos na temporada, após a comissão independente que investiga tais casos identificar um gasto de 16,6 milhões de libras (quase R$ 107 milhões de reais) em período contábil encerrado em junho de 2023.

A primeira punição sofrida pelo Everton teve relação com as finanças da temporada 2020/2021, com o cálculo PSR das três temporadas anteriores registrando um prejuízo de 124,5 milhões de libras (mais de R$ 798 milhões de reais). O montante devido excedeu o limite de 105 milhões de libras permitido pelas regras. Com isso, o clube perdeu dez pontos, mas entrou com recurso e a punição foi reduzida para seis.

Somando as duas penalidades, o time de Mereyside perdeu oito pontos ao total. Mas mesmo ameaçado durante boa parte da temporada, a equipe treinada por Sean Dyche conseguiu somar 14 pontos nos últimos sete jogos, abrindo 11 de vantagem para o Luton Town, primeiro time na zona de rebaixamento. Restando dois jogos para o fim da Premier League, a equipe de Liverpool não corre mais riscos.

Confira na íntegra o comunicado publicado pelo Everton nesta sexta-feira:

“O Everton Football Club retirou seu recurso da decisão da comissão independente da Premier League de impor uma dedução de dois pontos ao clube por uma violação das regras de lucratividade e sustentabilidade da Premier League para o período contábil que termina em junho de 2023”

Everton sofre o risco de perder mais pontos na Premier League

O Everton está construindo um novo estádio na região norte de Liverpool, com previsão de encerramento das obras para a próxima temporada. A obra tem causado problemas entre o clube e a Premier League, o que pode acarretar uma terceira sanção à equipe. Segundo a liga inglesa, o Everton não tinha o direito de capitalizar mais de 23 milhões de libras em pagamentos de juros.

Tal argumento é rejeitado pelo clube inglês, e uma nova audiência para investigar se houve ou não violação das regras deve ser marcada para os próximos dias.

Por que o Everton desistiu do recurso?

  • Longe de qualquer risco de rebaixamento após somar 14 pontos nos últimos sete jogos, o Everton decidiu retirar o recurso que apresentou contra a perda de dois pontos por violações às regras PSR da Premier League;
  • O clube foi punido pela primeira vez após a comissão independente que investiga os casos de violação as Regras de Sustentabilidade e Lucro da liga inglesa revelar um prejuízo de 124,5 milhões de libras em ano contábil encerrado em 2021;
  • Segundo as regras PSR, um clube da Premier League não pode ultrapassar 105 milhões de libras em dívidas em um período de três anos;
  • A segunda punição ocorreu em abril deste ano, após a mesma comissão apontar um gasto de 16,6 milhões de libras (quase R$ 107 milhões de reais) em período contábil encerrado em junho de 2023;
  • Como conseguiu a dedução da primeira punição de dez pontos para seis, o clube de Liverpool perdeu apenas oito pontos juntando as duas punições.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo