Inglaterra

Por entrave com clube francês, Manchester United pode não disputar Liga Europa

Classificado via Copa da Inglaterra, United corre o risco de perder vaga segundo regulamento da Uefa

O Manchester United amargou uma de suas piores temporadas em 2023/24. Oitavo colocado da Premier League e eliminado na fase de grupos da Champions, os Red Devils decepcionaram seu torcedor. Porém, quando tudo parecia perdido, o maior campeão inglês conseguiu um alento: bateu o Manchester City em Wembley e conquistou a Copa da Inglaterra.

O título, segundo mais importante do futebol inglês, serviu para acalmar um pouco os ânimos em Old Trafford. Além de levantar o troféu, o United se credenciou a disputar uma competição continental em 2024/25 — meta estipulada no início da temporada. Com o triunfo sobre os Citizens, a equipe garantiu vaga na próxima edição da Liga Europa.

Apesar do ânimo renovado ao alcançar tal objetivo, o clube de Manchester não teve sossego por muito tempo, e sua participação na Liga Europa 2024/25 está sob risco. Por qual motivo? A Uefa precisa autorizar que o United dispute a competição. No atual cenário, um entrave envolvendo o Nice, da França, não permite que o gigante inglês bata o martelo sobre a situação.

Entenda a situação

Em fevereiro deste ano, o futebol do Manchester United passou a ser controlado por Sir Jim Ratcliffe. Homem mais rico do Reino Unido, o magnata de 71 anos é CEO do grupo INEOS, potência global da indústria petroquímica. Além dos Red Devils, Ratcliffe comanda também o Lausanne, da Suiça, e o Nice, da França. O clube da Ligue 1, assim como o United, se classificou para a Liga Europa 2024/25.

Segundo regulamento da Uefa, um mesmo proprietário ou entidade não pode ter “influência decisiva” em dois ou mais clubes que disputem o mesmo torneio. E é justamente essa a situação de Manchester United e Nice.

O clube inglês tem diferentes caminhos para tentar solucionar o imbróglio, desde que realize comunicação formal com a federação até a próxima segunda-feira (3).

Manchester United ’em desvantagem’

Quinto colocado da Ligue 1, o Nice se classificou diretamente para a Liga Europa. Diferente do Manchester United, que terminou na oitava posição da Premier League e só foi conseguir vaga através da Copa da Inglaterra.

Desse modo, caso não haja um consenso entre as partes envolvidas, os franceses ficariam com a vaga, enquanto os ingleses seriam ‘rebaixados’ para a Conference League.

Ciente da problemática, o grupo de Ratcliffe está confiante de que uma solução será encontrada. Como citado, contatos com a Uefa devem ser iniciados nos próximos dias, e certamente teremos novos desdobramentos do caso.

Casos solucionados

Na temporada 2023/24, a Uefa permitiu, em três ocasiões, a participação de clubes com mesmos proprietários em competições geridas pela entidade. Confira os casos abaixo:

  • Milan e Toulouse — pertencem à RedBird Capital — jogaram Champions League e Liga Europa, respectivamente
  • Brighton e Union Saint-Gilloise — pertencem a Tony Bloom — ambos disputaram a Liga Europa
  • Aston Villa e Vitória de Guimarães — pertencem à V Sports — ambos disputaram a Conference League
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo