A FA decidiu que o jogo entre Aston Villa e Liverpool, nesta sexta-feira (8), pela Copa da Inglaterra, seguirá em frente mesmo em meio a surto de Covid-19 no elenco dos Villans. Buscando controlar a situação e já desfalcado de muitos nomes do time principal, o clube de Birmingham decidiu levar a campo uma equipe composta por jovens da equipe sub-23. Mesmo o técnico Dean Smith não estará no banco, com o comando do time ficando por conta do treinador do sub-23, Mark Delaney.

A situação é um tanto quanto irônica porque, na temporada 2019/20, devido ao congestionamento de datas causado pela disputa do Mundial de Clubes, o Liverpool foi para uma partida contra o Aston Villa pela Copa da Liga Inglesa e notoriamente levou a campo seus garotos, enquanto o time principal estava em Dubai, acabando derrotado por 5 a 0. Por motivos diferentes, o panorama agora se inverte.

O andamento do jogo nesta sexta-feira esteve em dúvida depois de o Aston Villa fechar seu centro de treinamento nesta semana após ter um grande número de testes positivos para Covid-19 em seu elenco principal e comissão técnica na segunda-feira (4). Uma nova rodada de testes na quinta-feira (7) revelou ainda mais casos positivos.

O surto no plantel do Villa está longe de ser uma exceção. Em meio ao surgimento de uma nova cepa 70% mais transmissível do Coronavírus no Reino Unido, vários clubes sofreram com a multiplicação de casos em seus corredores. Nas últimas semanas, Manchester City, Newcastle e Fulham tiveram que adiar encontros pela Premier League após sofrerem com surtos do vírus.

Outro jogo da Copa da Inglaterra afetado pela pandemia, este com consequências mais agudas, foi o encontro entre Southampton e Shrewsbury, inicialmente marcado para este domingo (10). Após uma série de infecções entre jogadores e comissão técnica da equipe da League One, o duelo foi adiado. Outro clube a ter um confronto afetado por um surto de Coronavírus foi o Derby County, de Wayne Rooney, que tem jogo marcado para este sábado (9) com o Chorley. A exemplo do Aston Villa, os Rams deverão ir a campo com uma equipe de garotos, mesclando atletas do sub-18 e do sub-23.

A multiplicação de casos de Covid-19 nos clubes ingleses começa a aumentar a pressão por uma possível paralisação momentânea do futebol no país, com figuras como Sam Allardyce, técnico do West Brom, pedindo por uma pausa na temporada até que a situação seja controlada, e Kevin McDonald, jogador do Fulham, chamando o cenário de “caótico” e acusando as autoridades do esporte de tratar os atletas como “cobaias”.