InglaterraPremier League

De volta ao Birmingham, seu clube de coração, Gardner dá 50 ‘ingressos família’ à torcida

Craig Gardner não é exatamente um craque, mas possui sua história no futebol da região de West Midlands, na Inglaterra. O meio-campista rodou por três dos principais clubes locais: começou a carreira no Aston Villa, passou duas temporadas no Birmingham City e também defendeu por três anos o West Bromwich. Já na última janela de transferências, sem espaço nos Baggies, retornou ao Birmingham City por empréstimo. E, torcedor dos Blues na infância, ofereceu uma cortesia: irá distribuir 50 “ingressos família” – que permitem a entrada de dois adultos e duas crianças.

O Birmingham confirmou a oferta em seu site oficial. E todos os ingressos gratuitos já foram solicitados pela torcida. Os felizardos poderão acessar livremente o Estádio St. Andrew’s e assistir ao jogo contra o Queens Park Rangers, no próximo sábado, pela segunda divisão do Campeonato Inglês. Os Blues ocupam o 12° lugar na tabela, a 12 pontos da zona de classificação aos playoffs.

“Pensei que essa era uma grande ideia e, mesmo que de uma pequena maneira, posso ajudar a fazer o Estádio St. Andrew’s tremer. É importante continuarmos atraindo famílias e as gerações mais jovens de torcedores. Todos os jogadores apreciam o apoio da nossa torcida e esperamos que a atmosfera nos empurre, com uma união entre todos”, declarou Gardner.

Gardner, aliás, voltou com moral a St. Andrew’s. O meio-campista vestiu a braçadeira nesta terça, na derrota do Birmingham durante a visita ao Preston North End, pela Championship. Em sua primeira passagem pelo clube, quando este ainda estava na Premier League, o jogador de 30 anos disputou 52 partidas e anotou 10 gols. Em janeiro, quando surgiram os rumores sobre o retorno na imprensa local, o apoio da torcida ao negócio foi massivo. Não deixa de ser, portanto, uma maneira de retribuir o carinho.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!