InglaterraPremier League

Coutinho supera Juninho para ser maior artilheiro brasileiro na Premier League

Philippe Coutinho conquistou uma marca importante neste sábado. O seu gol contra o Stoke foi importantíssimo: empatou um jogo que estava difícil. Foi o gol do 1 a 1 do Liverpool, já no segundo tempo. O jogo acabou 2 a 1 para o Liverpool, gol de outro brasileiro, Roberto Firmino. Só que além de ser um gol importante, fez o brasileiro alcançar um número marcante: chegou a 30 gols na Premier League e se tornou o brasileiro que mais marcou gols na competição, ultrapassando Juninho (ex-Middlesbrough), que tinha 29.

LEIA TAMBÉM: Título ainda é difícil, mas Tottenham vai à 11ª vitória em casa com Son brilhando

A marca já tinha sido igualada no meio de semana, quando Coutinho marcou no empate por 2 a 2 com o Bournemouth, em Anfield. O recorde acabou nem sendo muito comemorado pelo mau resultado do time, mais um empate em casa. Desta vez, porém, a marca foi ainda mais importante e o resultado foi melhor. Uma vitória fora de casa que veio pela primeira vez no ano de 2017.

Coutinho chegou à marca de 30 gols em 133 jogos. Juninho tinha 29 gols em 125 jogos, o que mostra o tamanho da importância do brasileiro para o Boro – considerado o maior ídolo da história do clube. Alguns brasileiros até chegaram perto desta marca, mas não a alcançaram. Oscar, do Chelsea, fez 21 gols em 131 jogos. Ficou próximo.

Quem mais pode chegar a esta marca é Roberto Firmino. O brasileiro, aliás, foi o autor do gol da vitória contra o Stoke neste sábado. E foi um golaço. Foi o seu 20º gol em 60 jogos na Premier League, uma excelente marca. Ele é mais goleador que Coutinho e, mantido o bom desempenho, é bastante possível que alcance a mesma marca na próxima temporada.

Quem também ainda pode alcançar a marca é Willian. O jogador da seleção brasileira tem 17 gols em 121 jogos pelo Chelsea. Os demais não jogam mais na Premier League. Gilberto Silva, jogando pelo Arsenal, fez 17 gols em 159 jogos pelos Gunners, mesmo sendo um volante. Robinho fez 14 gols em 41 jogos pelo Manchester City – a maioria deles na sua primeira temporada pelo clube, que foi ótima, entrando em um declínio evidente depois.

Elano, outro que atuou no Manchester City e ao lado de Robinho foi Elano. Ele marcou também 14 gols, mas em 62 jogos. Fernandinho, ainda atuando – e bem – pelo Manchester City tem 11 gols em 123 jogos. Como é um jogador que raramente faz um gol, a marca de Coutinho dificilmente será alcançada.

Gol crucial na virada

Quem olhou a escalação do Liverpool para o jogo contra o Stoke no estádio bet365 ficou assustado. Jürgen Klopp colocou em campo uma escalação bem diferente da que vinha jogando nos últimos jogos. Aliás, diferente é um eufemismo, porque foi MUITO diferente. A formação era um 3-5-2, para começar. Dois jovens jogadores começaram jogando: Trent Alexander-Arnold, pela ala direita, e Bem Woodburn, no ataque.

Bom, o que vimos em campo foi um time que não conseguiu ameaçar muito o Stoke. O time de Stoke-on-trent, por sua vez, tentou com o seu jogo ameaçar. Tinha tudo para o primeiro tempo acabar em 0 a 0. Só que aí veio um gol de Jonathan Walters, já no final da primeira etapa, que deu a vantagem aos Potters.

Já no intervalo, Klopp tratou de colocar o talento que tinha à disposição em campo. Tirou os dois garotos que começaram o jogo e levou a campo Philippe Coutinho e Roberto Firmino. Assim, o time voltou a jogar um pouco mais parecido com o que vinha atuando antes, mas mantendo três zagueiros. Divock Origi acabaria dando lugar também a Daniel Sturridge.

O gol de empate de Coutinho veio aos 25 minutos. Ele aproveitou um rebote e, dentro da área, acertou um chute à sua característica, forte, no canto e indefensável. E demorou só dois minutos depois do empate para chegar à virada. Desta vez, o autor do gol foi o outro brasileiro. Firmino recebeu nas costas da zaga e quando se esperava que ele avançasse com a bola, ele aproveitou o quique da bola para bater forte, de fora da área, e marcar um golaço.

A vitória é importante para manter o time na terceira posição da tabela, que dá classificação direta à Champions League na próxima temporada. Esta é uma briga importante e ao menos o time mantém a distância para o Manchester City. Depois do empate no meio de semana, a vitória era importante para continuar não desperdiçando pontos contra times da parte de baixo da tabela, como acontece tantas e tantas vezes com o clube nesta temporada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo