Copa da Liga Inglesa
Tendência

Antony assinou uma pintura e Casemiro entregou passes preciosos na classificação do United sobre o Charlton na Copa da Liga

Antony acertou um chute indefensável, que deu a vantagem inicial para o United, em resultado só ratificado por Rashford na reta final

O Manchester United continua numa excelente sequência nesta retomada da temporada. São seis vitórias em seis partidas desde o término da Copa do Mundo. Nesta terça-feira, os Red Devils emendaram mais um resultado positivo: classificaram-se às semifinais da Copa da Liga Inglesa, mesmo que a vitória sobre o Charlton, da terceira divisão, tenha demorado a se resolver dentro de Old Trafford. O triunfo por 3 a 0 não foi tão fácil quanto se sugere, ratificado apenas na reta final da partida. E quem abriu o caminho foi Antony, com uma mostra de brilhantismo. Num time cheio de reservas, o brasileiro chamou a responsabilidade e marcou um golaço no primeiro tempo. Já na segunda etapa, o Charlton incomodou em busca do empate e somente nos minutos finais é que se viu batido, com dois gols do inspirado Marcus Rashford, graças a dois passes magistrais de Casemiro. Ambos haviam saído do banco.

O Manchester United mostrou quem mandava no jogo logo de cara. Acuou o Charlton e passou a arriscar especialmente de média distância, com Alejandro Garnacho colocando fogo na partida. O gol, de qualquer maneira, seria obra de Antony. Foi uma pintura aos 21 minutos. Fred puxou da esquerda para o meio e tocou para o compatriota, que mandou uma batida colocada longe do alcance do goleiro, rente à trave. Uma obra com a sua assinatura, que deixava o cenário favorável aos Red Devils.

Estreante aos 17 anos, o meia Kobbie Mainoo também fazia boa partida na articulação. E o Manchester United seguiu no domínio. O controle da bola era amplo, mesmo que o time passasse a finalizar menos. O segundo quase veio aos 35, numa cobrança de falta com Fred. O brasileiro chutou o capricho e acertou a trave, na altura do ângulo. Seria outro golaço. A notícia ruim para os Red Devils ficou para a lesão de Diogo Dalot, substituído por Aaron Wan-Bissaka. Foi somente na reta final da primeira etapa que o Charlton incomodou mais. Albie Morgan cobrou falta para fora e Tom Heaton segurou um cruzamento perigoso de Sean Clare na linha de fundo.

O segundo tempo começou com um susto do Charlton, em tiro para fora de Scott Fraser. Em compensação, logo o United teria um gol anulado com Anthony Elanga. Todavia, os azarões melhoravam e causavam perigo nos contragolpes. Diante dos riscos, Erik ten Hag fez três alterações aos 15 minutos. Botou em campo Casemiro, Christian Eriksen e Marcus Rashford, com as saídas de Fred, Antony e Mainoo. O time não se acertou de imediato, mas quase Garnacho ampliou num contra-ataque aos 20. Parou numa defesaça do goleiro Ashley Maynard Brewer.

A reta final da partida ainda era aberta. O Manchester United era mais perigoso quando chegava ao ataque, mas o Charlton não deixava de lutar. Tom Heaton precisou fazer uma defesa segura numa falta cobrada por Fraser, aos 33. Pouco depois, Lucas Ness foi providencial para travar Eriksen dentro da área, antes que o goleiro Maynard operasse um verdadeiro milagre em tiro rasteiro do dinamarquês. E se o Charlton partia com mais afinco à frente, deixava também mais espaço para os contragolpes. Foi assim que o United resolveu a parada, com o auxílio também de Facundo Pellistri, outro a sair do banco. O segundo gol aconteceu aos 45, a partir de um passe sensacional de Casemiro, rasgando a defesa, para Pellistri. O uruguaio serviu Rashford, com o caminho aberto para resolver. Já nos acréscimos, Casemiro ainda garantiu uma assistência, com outro lançamento sensacional, agora para Rashford bater firme diante de Maynard.

Além do Manchester United, o Newcastle foi o outro time classificado para as semifinais da Copa da Liga Inglesa nesta terça-feira. Venceu o Leicester por 2 a 0 em St. James’ Park, com gols de Dan Burn e Joelinton. As quartas de final terão outros dois compromissos nesta quarta, com Nottingham Forest x Wolverhampton e Southampton x Manchester City. Os próximos confrontos serão definidos por sorteio.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo