Copa da Inglaterra

Se não o Newport, quem vai fazer o Manchester United feliz?

Diante de um time da quarta divisão, pela Copa do Inglaterra, o Manchester United tem rara chance de ser feliz: o Newport vai deixar?

O Manchester United tem, na teoria — e MUITO na teoria — finalmente um jogo fácil para sua torcida neste domingo (28), quando enfrentará o Newport, time da quarta divisão da Inglaterra, em duelo válido pela Copa da Inglaterra, ou FA Cup, como você preferir. Fácil apenas na teoria porque o United tem se especializado nos últimos anos em ser uma máquina de vexames e de irritar seu torcedor. Mas se não hoje, quando a torcida dos Diabos Vermelhos voltará a ser feliz?

Fora da bolha da Copa da Inglaterra, o Manchester United vive (mais uma) temporada a ser esquecida. É apenas o oitavo colocado da Premier League, oito pontos distante do Tottenham, que hoje seria o time classificado para a Liga Europa — vejam bem, sequer estamos colocando a Champions League na conversa. Fora dos gramados, a torcida espera ver a situação melhorar após sir Jim Ratcliffe ter comprado 25% do clube, o que já surtiu efeitos como o fato de o United ter ‘roubado' o CEO de seu maior rival, o Manchester City. Classificação hoje, então, mais que obrigatória, é necessária.

O Newport também não faz boa temporada e vê na chance de ser um algoz mais do que inesperado do Manchester United e a sua chance de escrever seu nome na história do futebol inglês para sempre. Mal na quarta divisão, campeonato na qual está estacionado no meio da tabela, o Newport, no entanto, conta com uma série invicta que dura desde o final de 2023 como sua arma para lutar essa guerra (quase) impossível.

Como o Manchester United chega para o jogo contra o Newport

Em seus últimos cinco jogos na Premier League, como tem sido praxe nessa e em outras temporadas, o Manchester United decepcionou. Venceu apenas um, perdeu dois e empatou outros dois, estando a dois jogos sem saber o que é uma vitória, o que o estacionou na incômoda oitava colocação do Campeonato Inglês. Eliminado como lanterna de seu grupo na Champions League, o United tem na Copa da Inglaterra a única esperança de um raio de sol em uma temporada para lá de sombria.

Em sua estreia na FA Cup, único jogo que fez na competição até aqui, o Manchester United fez o esperado e, mesmo fora de casa, bateu o Wigan por 2 a 0, resultado que o credenciou a fazer a partida de hoje contra o Newport. Tanto torcida quanto jogadores querem aproveitar a chance de enfrentar um fraco time da quarta divisão para poderem dar uma lavada na alma, coisa que ambos os grupos têm precisado bastante diante dos vexames recentes.

Ainda sem contratar com seus novos donos, o Manchester United terá de contar com os nomes de sempre para vencer. Ou seja, confiará em Bruno Fernandes, sempre em boa forma, ou até mesmo em Marcus Rashford, que nos últimos jogos, apesar dos resultados nada positivos, voltou a marcar e dar esperanças de que pode ser decisivo para os Diabos Vermelhos. Diante do Newport, dada a importância que a classificação tem, o United não deverá levar em conta a fragilidade de enfrentar um time da quarta divisão e deverá ir a campo com o que de melhor tem disponível.

Como o Newport chega para o jogo contra o Manchester United

Décimo quarto colocada da quarta divisão da Inglaterra, o Newport não é o tipo de adversário que faz um time da Premier League se preocupar, mas eles não estão nem aí para isso. Naquele velho clichê de quando um time praticamente amador encontra um gigante do futebol em competições de mata-mata nacionais, o Newport só quer curtir a oportunidade de receber em seu acanhado estádio Rodney Parade, que comporta cerca de oito mil e quinhentas pessoas, um colosso do futebol mundial como (ainda) é o Manchester United.

O time, aliás, nem da Inglaterra é: a equipe é da região sul do País de Gales, mas joga competições inglesas, como é praxe para equipes de lá. Para encarar o poderoso (pelo menos no ponto de vista deles, não é?) Manchester United, o Newport chega com uma carta na manga, sua boa sequência de jogos sem perder. A última derrota foi em 23 de dezembro do ano passado e desde então a equipe disputou sete partidas (sim, o calendário da quarta divisão da Inglaterra é uma loucura) e não perdeu nenhuma.

Na quarta divisão, mesmo que a campanha seja mediana para ruim, sem muitas chances de se classificar aos playoffs de acesso — o sétimo colocado é o último time a ter essa chance –, o Newport conta com a boa fase do atacante Will Evans, que marcou 15 gols na competição. O jogador de 26 anos, sem dúvidas, trocaria todas as redes balançadas até agora por um golzinho que desse ao seu time a classificação contra o Manchester United. Afinal, sonhar não custa nada, não é mesmo?

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo