Copa da Inglaterra

Everton encerra conto de fadas do Boreham Wood e chega às quartas de final da FA Cup

O clube da quinta divisão da Inglaterra deu trabalho ao Everton, mas encerrou sua caminhada na FA Cup nas oitavas de final

O Everton venceu por 2 a 0 em Goodison Park para chegar pela segunda vez consecutiva às quartas de final da Copa da Inglaterra e encerrar o conto de fadas do Boreham Wood, clube da quinta divisão que chegou muito mais longe do que poderia imaginar.

Desde a primeira rodada na FA Cup (os principais clubes entram na terceira), após ter passado pela fase preliminar, a trajetória do quarto colocado da National League teve vitórias contra AFC Wimbledon, da terceira divisão e Bournemouth, da segunda.

Caso avançasse, o clube que tem média de público inferior a mil pessoas teria se tornado apenas o segundo non-league (abaixo da quarta divisão) a alcançar as quartas de final da Copa da Inglaterra, ao lado do Lincoln City em 2016/17. O Boreham Wood nunca havia ido além da terceira rodada da competição mais velha do mundo.

O Everton teve a infeliz missão de colocar um ponto final nessa história, e Frank Lampard poupou esforços, mas não muitos, repetindo cinco titulares que perderam para o Manchester City no fim de semana, incluindo Allan e Abdoulaye Doucuré. Os jogadores entraram em campo com bandeiras da Ucrânia e fizeram homenagem ao colega ucraniano Vitaliy Mykolenko, titular na ala esquerda.

O começo até foi promissor, com Mykolenko exigindo boa defesa de Tayle Ashby-Hammond com uma chapada de primeira pela esquerda e Anthony Gordon fazendo fila até ser derrubado na entrada da área. Townsend exigiu outra brilhante defesa de Hammond, mas estava impedido. O Boreham Wood, porém, resistiu, e o jogo chegou muito mais morno ao intervalo.

Não deu tempo de o Everton ficar nervoso demais porque logo aos 11 minutos Jonjoe Kenny cruzou rasteiro pela direita e Salomón Rondón se antecipou para bater no cantinho e abrir o placar. Sem dar sopa ao azar, Lampard havia introduzido Richarlison, que começou a fazer as coisas aconteceram para o Everton, começando com uma grande tabela que deixou Anthony Gordon na cara do gol. Bateu em cima de Hammond.

Richarlison chegou a ampliar, completamente por acaso – e com muita dor. Gordon bateu colocado da esquerda, a bola acertou Connor Stevens, bateu no olho do brasileiro e sobrou para ele completar às redes. O árbitro, porém, pegou toque no braço e anulou o sacrifício de Richarlison, que respondeu com um ótimo chute de fora da área, bem defendido por Boreham.

A vantagem do Everton ainda era mínima, embora o goleiro Asmir Begovic não estivesse sendo ameaçado, mas Rondón voltou a marcar aos 38 minutos, com uma cabeçada firme que Hammond até chegou a defender, mas apenas depois de a bola ter cruzado a linha. Os visitantes foram corajosos, foram para cima tentar voltar à partida, mas haviam chegado longe demais.

O Everton enfrenta o Crystal Palace no Selhurst Park por uma vaga na semifinal da Copa da Inglaterra. Os outros confrontos sorteados nesta quinta-feira são Middlesbrough x Chelsea e Southampton e Manchester City. O Liverpool viaja para encarar Huddersfield ou Nottingham Forest, que disputarão as oitavas de final na próxima segunda-feira.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo