InglaterraLiga das Nações

Coady e Maitland-Niles são mais dois estreantes na convocação cheia de novatos da Inglaterra

Após a convocação realizada no meio da semana para os próximos compromissos pela Liga das Nações, a Inglaterra adicionou dois novos nomes à lista de jogadores que enfrentarão Islândia e Dinamarca no início de setembro. Conor Coady e Ainsley Maitland-Niles foram mais duas caras novas incluídas por Gareth Southgate, em relação já repleta de jovens valores. Coady chega como reposição a Harry Maguire, após a condenação do zagueiro por agressão e tentativa de suborno em incidente ocorrido na Grécia.

Aos 27 anos, Coady não é nenhum garoto, mas deveria estar no radar da seleção inglesa faz um tempo. O zagueiro foi um dos principais jogadores do Wolverhampton nas últimas temporadas e  atuou em todas as partidas dos Lobos nas duas últimas edições da Premier League. Sua idade permite imaginá-lo ao menos para um ciclo com os Three Lions, candidatando-se à próxima Eurocopa. A observação é pertinente, num setor onde Maguire talvez fosse justamente o único nome realmente incontestável – Michael Keane, Joe Gómez e Tyrone Mings são outras opções.

Maitland-Niles, por sua vez, pode servir como um coringa a Southgate – e ser útil até na ala esquerda, onde teve boa atuação na Community Shield. O lateral negocia sua saída do Arsenal e a convocação à seleção ajuda sua valorização. O jovem de 23 anos fez parte de diferentes seleções de base e conquistou o Mundial Sub-20 de 2017. Parece ser mais uma alternativa a se observar, considerando a carência do elenco pelos lados do campo – sem Danny Rose, Aaron Wan-Bissaka ou Ben Chilwell desta vez.

Além de Coady e Maitland-Niles, outros quatro jogadores poderão estrear na seleção durante a próxima Data Fifa. Dean Henderson já havia sido convocado, mas nunca entrou em campo e outra vez integra o corpo de goleiros. O meio-campo inclui Phil Foden, que se saiu muito bem na reta final da temporada com o Manchester City, e também Kalvin Phillips, destaque do Leeds United na conquista da Championship. Já no ataque, quem chega é Mason Greenwood, depois do desempenho arrebatador com o Manchester United principalmente na volta da paralisação.

A convocação completa da Inglaterra inclui 16 jogadores com no máximo dez aparições pela seleção principal. Além dos novatos já citados, engrossam a lista: Nick Pope, Michael Kane, Trent Alexander-Arnold, Joe Gómez, Tyrone Mings, Declan Rice, Mason Mount, Harry Winks, James Ward-Prowse, Tammy Abraham e Danny Ings. Ings, o mais velho desta turma, volta à seleção após cinco anos – reconhecimento à excelente Premier League, vice-artilheiro da competição com o Southampton.

O meio-campo é o setor que passa por uma reformulação mais sensível na Inglaterra, até pela ausência de Jordan Henderson. Apenas Eric Dier, que costuma jogar como volante na seleção, possui uma rodagem maior com a equipe nacional. E vale citar que alguns jovens mais testados com os Three Lions já passaram esta nota de corte de dez aparições, a exemplo de Marcus Rashford e Jadon Sancho. Ao todo, 15 atletas têm 25 anos ou menos.

A Inglaterra aparece no Grupo A2 da Liga das Nações. Os Three Lions abrem sua participação contra a Islândia, encarando os nórdicos em Reykjavík no dia 5 de setembro. Em 8 de setembro, os ingleses também viajam e pegam a Dinamarca no Estádio Parken, em Copenhague.

Abaixo, a lista completa:

Goleiros: Dean Henderson, Jordan Pickford, Nick Pope.

Defensores: Trent Alexander-Arnold, Conor Coady, Joe Gómez, Michael Keane, Ainsley Maitland-Niles, Tyrone Mings, Kieran Trippier, Kyle Walker.

Meio-campistas: Eric Dier, Phil Foden, Mason Mount, Kalvin Phillips, Declan Rice, James Ward-Prowse, Harry Winks.

Atacantes: Tammy Abraham, Mason Greenwood, Danny Ings, Harry Kane, Marcus Rashford, Jadon Sancho, Raheem Sterling.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo