Não é comum o usar tantos garotos em um jogo de copa inglesa, mas a mistura entre muitos desfalques – sete, segundo Guardiola – e o pouco tempo de preparação antes desta temporada fez com que a escalação para enfrentar o Bournemouth, nesta quinta-feira, estivesse cheia de novidades, especialmente na defesa. Ainda foi forte suficiente para avançar às oitavas de final da , com vitória por 2 a 1.

O goleiro Zack Steffen, 25 anos, fez seu primeiro jogo pelo clube, após um ano de empréstimo ao . A linha defensiva teve Kyle Walker na direita, Eric García no miolo de zaga ao lado de Taylor Harwood-Bellis, 18, em sua quinta aparição pelos Citizens. Adrián Bernabé, 19, também fez sua quinta partida, pela lateral esquerda.

O parceiro de Rodri no meio-campo foi Thomas Doyle, 18, vestindo a camisa do City pela quarta vez. A linha de ataque foi adulta, com Phil Foden, Riyad Mahrez e Ferrán . Como centroavante, Guardiola promoveu a estreia de Liam Delap, 17, filho de Rory Delap, ex-jogador do Stoke City conhecido por aqueles potentes arremessos laterais.

E foi dele o primeiro gol do jogo. Recebeu um bonito passe de Foden por trás da defesa e emendou de canhota para abrir o placar. O Bournemouth respondeu quase imediatamente. David Brooks arrancou desde o meio-campo, deixou com Dan Gosling, que repassou a Sam Surridge. Após o giro, o atacante bateu cruzado para empatar.

Por volta da metade do segundo tempo, Guardiola tirou e Raheem Sterling do banco de reservas para tentar quebrar o impasse. Mas quem resolveu foi quem já estava em campo. Mahrez tabelou com Foden, recebeu de volta na entrada da área e acertou a trave. O rebote ficou com Foden, o garoto mais sênior em campo, digamos assim, que garantiu o avanço do City na competição que o clube venceu nos últimos três anos.

.

.