Copa da InglaterraInglaterra

Chelsea resiste aos Diabos Vermelhos e força reencontro

Depois de sofrer dois gols em menos de 15 minutos de jogo atuando fora de casa, o Chelsea deu a impressão que não resistiria ao Manchester United. Até porque a atuação dos Diabos Vermelhos em sua casa era boa, dominante e deixava os azuis sem opções. Pouco a pouco, isso foi mudando. Já no final do primeiro tempo, o time de Londres ameaçava. O roteiro seguiu no segundo tempo. E com uma reação comandada por Eden Hazard, o time chegou ao empate por 2 a 2, resistiu à eliminação em Old Trafford e decidirá quem irá para a semifinal em sua casa, no estádio Stamford Bridge.

A polêmica criada por Wayne Rooney ter começado na reserva contra o Manchester United ficou para trás com a escalação do atacante no time titular neste domingo. Ao lado de Nani e Kagawa, formou a linha que ficava logo atrás de Chicharito, titular no lugar de Van Persie, que vinha de nove jogos e apenas um gol. No Chelsea, Oscar foi titular ao lado de Moses e Mata na linha ofensiva, atrás de Demba Ba.

O United abriu a vantagem cedo e fez valer, assim como no jogo contra o Real Madrid, um posicionamento preciso e uma marcação muito forte. O time parecia sólido e o Chelsea não conseguia ameaçar. Os Blues tiveram que mudar de postura para mudar o jogo. No final do primeiro tempo, a pressão no campo de ataque era esperada pelo United, que recuou. Só que no segundo tempo, com Hazard em campo no lugar de Moses, o time ficou muito mais imprevisível. E não deixou o Manchester United jogar. Nem a entrada de Van Persie no lugar de Chicharito mudou isso. O United mal chegava ao campo de ataque e quem poderia ter saído com a vitória era o Chelsea, que teve uma grande chance com Mata, mas o goleiro De Gea desviou.

Acuado, o Manchester United deu muito mais espaço ao tentar sair e o contra-ataque do Chelsea foi perigoso em diversos momentos. O domínio azul na segunda etapa era evidente. O inferno dos Diabos Vermelhos virou a casa dos infernais Hazard, Mata, Oscar e Ramires, que colocaram os defensores vermelhos para correr, a ponto do apito final ser um alívio. Para os Diabos.

Formações iniciais

Man Utd x Chelsea

Destaque do jogo

A velocidade do Chelsea. O segundo tempo deixou o Manchester United sem fôlego. A saída de Moses, estático, deu mais opções ao Chelsea, que passou a fazer o time da casa ter que correr muito para acompanhar os jogadores ofensivos. Os dois gols do Chelsea acabaram saindo muito em função dessa velocidade alucinante do time nos contra-ataques.

Momento-chave

A entrada de Hazard, no segundo tempo, mudou a postura e o posicionamento do Chelsea. O time ficou mais móvel, mais incisivo e mais perigoso. E foi assim que buscou o empate mesmo na casa do adversário.

Os gols

5’/1T: GOL DO MANCHESTER UNITED!
Carrick faz lançamento para Chicharito dentro da área e o mexicano toca de cabeça tirando do goleiro Petr Cech, mal colocado.

11’/1T: GOL DO MANCHESTER UNITED!
Rooney cobra a falta para a área, a bola passa por todo mundo e o goleiro Petr Cech, novamente, falha ao não conseguir cortar.

14’/2T: GOL DO CHELSEA!
Hazard, que tinha acabado de entrar, recebeu e, dentro da área, tocou colocado, no ângulo, e marcou um golaço.

23’/2T: GOL DO CHELSEA!
Em contra-ataque, Demba Ba passou para Oscar e o meia deixou Ramires em boa condição na direita para driblar o marcador e bater de canhota, no canto.

Curiosidade

Foi o sexto gol de Chicharito contra o Chelsea em sete jogos. Já Ramires marcou contra o Manchester United em todos os jogos da temporada – pela Premier League, Copa da Liga e agora Copa da Inglaterra.

Ficha técnica

MANCHESTER UNITED 2X2 CHELSEA

Manchester United_escudo Manchester United
David De Gea; Rafael, Rio Ferdinand, Jonathan Evans e Patrice Evra; Michael Carrick e Tom Cleverley; Nani (Antonio Valencia, 45’/1T), Wayne Rooney e Shinji Kagawa (Danny Welbeck, 31’/2T); Javier Chicharito Hernandez (Robin van Persie, 18’/2T). Técnico: Alex Ferguson
Chelsea_escudo Chelsea
Petr Cech; César Azpilicueta, Gary Cahill, David Luiz e Ashley Cole; Ramires e Frank Lampard (John Obi Mikel, 7’/2T); Juan Mata, Oscar e Victor Moses (Eden Hazard, 7’/2T); Demba Ba (Fernando Torres, 32’/2T). Técnico: Rafael Benítez
Local: Estádio Old Trafford (Manchester-ING)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Gols: Chicharito, 5’/1T, Rooney, 11’/2T (Manchester United), Eden Hazard, 14’/2T, Ramires, 23’/2T (Chelsea)
Cartões amarelos: Azpilicueta, David Luiz, Hazard (Chelsea)
Cartões vermelhos: Nenhum

 

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo