Inglaterra

“Brentford até a morte”: um jeito macabro de anunciar a parceria do clube com uma funerária

O Brentford, clube da segunda divisão da Inglaterra, anunciou de forma um tanto macabra a sua mais nova parceira comercial. Sim, o clube passa a ser patrocinado também pela G Saville & Son, uma empresa funerária. Assim, o clube decidiu então anunciar de forma um tanto engraçadinha: “Brentford até a morte”. O que, nesse caso, é literalmente até a morte mesmo. Graham Saville, dono e diretor da empresa, que é local, é um fanático torcedor do Brentford, que torce para o clube desde os 11 anos e frequenta o estádio Griffin Park há 70 anos. A esposa de Graham, Sue, é detentora de um carnê de temporada, também torcedora do Brentford. A empresa tem 150 anos de vida, enquanto o clube tem 128 anos.

LEIA TAMBÉM: Nos 70 anos de Robert Plant, um pouco de sua paixão insaciável pelo Wolverhampton

“Nós estamos orgulhosos de sermos parceiros do Brentford Football Club. G. Saville and Son foca em oferecer aos nossos clientes um serviço sob medida, criado para apoiar e guiar os clientes durante um dos momentos mais angustiantes e estressantes das suas vidas. Nós, como o Brentford FC, acreditamos que nossos clientes devem ser tratados como se todos nós fôssemos membros de uma família. Para esse fim, nós estamos trabalhando com um dos nossos fornecedores de caixões para oferecer um produto personalizado  aos nossos torcedores e sob medida nas cores do clube e o escudo do Brentford FC”, disse Graham.

Não é o primeiro clube a fazer parceria com funerária. Clubes mais famosos, como Real Madrid e Schalke, já fizeram algo similar. Aliás, o Schalke dá até a possibilidade do torcedor mais fanático ter suas cinzas jogadas no estádio, em um local designado para isso. Sim, tem isso. A Veltins-Arena tem um espaço especial para torcedores cremados terem o seu descanso eterno ao lado do clube.

Veja o anúncio:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo