Inglaterra

Barrado pelo QPR, Odemwingie causa a ira do West Brom

Peter Odemwingie foi um dos principais personagens do último dia da janela de transferências. O meia era especulado pelo Queens Park Rangers, que teve sua oferta recusada pelo West Bromwich. Tentando forçar a transferência, o nigeriano foi até Loftus Road, estádio do clube londrino. E acabou barrado por funcionários, já que o QPR preferiu evitar um mal-estar entre os clubes.

Nesta quinta-feira, o West Brom decidiu se manifestar sobre a atitude de Odemwingie, lamentando a falta de profissionalismo do jogador. Presidente do clube, Jeremy Peace reiterou o compromisso do atacante com os Baggies, indicando que ele precisa cumprir o contrato que firmou até o final da próxima temporada.

“Como nosso diretor técnico disse nos últimos dias, não precisávamos vender nossos principais jogadores. A única maneira de aceitarmos a saída de Peter era uma oferta aceitável, o que não aconteceu. Foi uma questão de princípio, antes de tudo. Ele tem agido de maneira totalmente profissional. Peter precisa aceitar o fato de que tem 18 meses de contrato conosco e focar em seus compromissos com o clube”, disse.

Apesar das críticas, Odemwingie sustenta sua intenção em trocar de clube: “Quando eu fui à televisão, disseram que o negócio estava acabado. Ainda deixarei o West Brom, é apenas questão de tempo. Eles ainda não ofereceram a renovação. Eu entendo que preciso honrar meu contrato, mas o clube sabe que eu tenho vontade de sair”.

Já o técnico do QPR, Harry Redknapp também comentou o caso: “Ele tem que continuar com sua vida. Ele sentiu que o negócio estava fechado, se enganou… Vamos esperar para ver se dão a ele uma oportunidade. Ele cometeu um erro vindo ao QPR”.

Odemwingie é famoso pelas controvérsias relacionadas ao seu nome, sendo inclusive afastado da seleção nigeriana nos últimos meses por críticas feitas contra o elenco. Destaques no elenco do West Brom, o jogador de 31 anos disputou 18 partidas na Premier League e marcou cinco gols. Resta saber se continuará tendo espaço ou se será bem recebido pela torcida na sequência da temporada.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo