Inglaterra

Arriba! Chicharito comanda virada do United contra Villa

Jogar bem é um conceito relativo, mas o Manchester United deveria agradecer o resultado que conseguiu com a atuação que teve contra o Aston Villa, neste sábado. O time entrou devagar em campo, sem vibração e viu o Aston Villa abrir o placar no final do primeiro tempo. Depois, tomou o segundo no início da etapa final e o dia parece fadado a uma derrota. Mas o time soube reagir e virar o jogo para 3 a 2, graças ao mexicano Chicharito.

O United jogou com sua formação tradicional, variando entre o 4-4-2 com os pontas Ashley Young e Valencia e os atacantes Rooney e Van Persie para o 4-2-3-1, com Rooney recuando para a função de meio-campista para tentar armar jogadas. O time, porém, era muito lento, demorava na transição da defesa ao ataque e não ameaçava o goleiro Brad Guzan.

O Aston Villa, ao contrário, conseguiu criar bons lances em velocidade. O time tinha menos a posse de bola, mas era vertical e usava sua velocidade para colocar a defesa dos Red Devils em dificuldades. Foi em um lance de velocidade que o Aston Villa abriu o placar, já nos acréscimos do primeiro tempo. Depois de boa jogada de Gabriel Agbonlahor pela esquerda, que rolou para trás e Andreas Weimann soltou uma bomba em cima de David De Gea, que não teve tempo de reagir.

O técnico Alex Ferguson levou a campo uma alteração já para o início da segunda etapa. Ashley Young, muito vaiado pela torcida por ser ex-jogador do clube e ter deixado a equipe para ir para o Manchester United, ficou no vestiário. No lugar dele, o atacante Javier Chicharito Hernández. Com isso, a postura do time ficou mais ofensiva, com Rooney recuando ainda mais para buscar o jogo e Chicharito e Van Persie mais à frente.

O que o United não esperava era que o Aston Villa chegasse ao segundo gol. Nova jogada de Agbonlahor pela esquerda, em velocidade, e passe rasteiro, dentro da área, para Weimann entrar livre na pequena área e só cutucar para a rede: 2 a 0.

A situação parecia complicada, mas o United conseguiu diminuir oito minutos depois. Em um lançamento longo de Paul Scholes nas costas da zaga adversária, Chicharito entrou livre, se enrolou, mas conseguiu finalizar e marcar o gol. O United melhorou e o placar de 2 a 1 empolgou o time.

Depois de jogada pela direita, Rafael cruzou na segunda trave onde Chicharito, bem posicionado, chegou chutando. A bola ainda desviou no zagueiro Ron Vlaar antes de morrer no fundo da rede. Foi dado gol contra do zagueiro holandês.

A pressão passou a ser tanta que em dois minutos, Robin van Persie, apagado no jogo, mostrou seu poder de fogo. Primeiro, em um escanteio cobrado por Wayne Rooney, ele desviou de cabeça e a bola explodiu no travessão. Um minuto depois, o atacante recebeu fora da área, fintou a defesa e bateu colocado, mas a bola novamente bateu no travessão. Àquela altura, o United já era melhor e pressionava para tentar a virada.

Aos 42 minutos, veio o gol da virada. Van Persie cobrou falta do lado direito para o meio da área onde Chicharito mergulhou para cabecear e marcar a virada: 3 a 2 para o Manchester United.

Com a vitória, o Manchester United chega a 27 pontos e segue na liderança da Premier League independente do resultado do Chelsea, que joga neste domingo contra o Liverpool e tem 23 pontos. O Aston Villa continua em situação perigosa, com nove pontos e como último time antes da zona do rebaixamento.

Confira os jogos da 11ª rodada da Premier League

10/nov
Arsenal 3×3 Fulham
Everton 2×1 Sunderland
Reading 0×0 Norwich
Southampton 1×1 Swansea
Stoke City 1×0 Queens Park Rangers
Wigan 1×2 West Brom
Aston Villa  2×3 Manchester United

12/nov
Manchester City x Tottenham
Newcastle x West Ham
Chelsea x Liverpool

 

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo