InglaterraPremier League

Ao menos pela média de gols, RVP está na história do United

Entra temporada, sai temporada e a boa fase de Robin van Persie parece não ter fim. O craque já tinha mostrado que sua fome de gols tinha continuado a mesma durante a Supercopa da Inglaterra. Foram dois gols na vitória por 2 a 0, garantindo o primeiro título dos Red Devils na temporada. E a mesma capacidade de balançar as redes foi demonstrada na excelente estreia dos atuais campeões na Premier League.

Van Persie  anotou dois lindos tentos na vitória por 4 a 1 sobre o Swansea, complementada com outros dois gols de Danny Welbeck. Para abrir o placar, o holandês se esticou para dominar o lançamento de Ryan Giggs e completou com um voleio. Já em seu segundo, o terceiro do United, o camisa 20 recebeu na intermediária, chamou a marcação para dançar e soltou a bomba da entrada da área, sem nem tempo de reação para Michel Vorm.

Os dois lances resumem o quão completo Van Persie é. O centroavante tem ótimo senso de posicionamento, o que facilita nas infiltrações na defesa adversária e também no jogo aéreo. Mais do que isso, possui habilidade de sobra para sair da área, participar do jogo e driblar. Sem contar, é claro, no poder de finalização. Neste sábado, foram sete arremates do holandês, metade dos 14 dados por todo o time do United.

Obviamente, os Red Devils precisam ter cuidado para não serem tão dependentes de seu craque. No entanto, quando o momento é tão bom, é difícil que Van Persie não se sobressaia em quase todos os jogos. Algo corriqueiro desde que deixou a fama de canela de vidro, em sua última temporada pelo Arsenal. Desde a temporada 2012/13, sua última no Emirates, o atacante marcou 71 gols em 98 partidas, excelente média de 0,72 por aparição.

Apenas com seus números atuais, Van Persie já se credencia entre os maiores artilheiros do Manchester United. A média de gols do camisa 20 é de 0,68 tentos por jogo, 34 em 50 atuações. Dentre aqueles com 10 partidas ou mais pelos Red Devils, apenas três aparecem acima do holandês: Charles Sagar (0,727), Tommy Taylor (0,686) e Ruud van Nistelrooy (0,685).

Considerando os 30 anos de idade de Van Persie, é difícil imaginá-lo ultrapassando Bobby Charlton e seus 249 gols para se tornar o máximo artilheiro da história dos Red Devils. Porém, ao menos na média, RVP é fortíssimo candidato a aparecer no topo da lista. Analisando a facilidade que o matador tem para balançar as redes e a forma como o time orbita em torno dele, fica até difícil duvidar.

As maiores médias de gols do Manchester United*:

1º – Charles Sagar – 1905-1907 – 24 gols em 33 jogos – média de 0,727
2º – Tommy Taylor – 1952-1958 – 131 gols em 191 jogos – média de 0,686
3º – Ruud van Nistelrooy – 2001-2006 – 150 gols em 219 jogos – média de 0,685
4º – Robin van Persie – 2012-2013 – 34 gols em 50 jogos – média de 0,686
5º – Thomas Reid – 1928-1933 – 67 gols em 101 jogos – média de 0,663

* Mínimo de 10 jogos pelo clube

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo