Copa da InglaterraInglaterra

Alexis Sánchez estende ótima fase com belo gol para decidir contra o Hull City

Em uma temporada de futebol e resultados inconstantes, o Arsenal tem pelo menos uma coisa regular para comemorar: a fase de Alexis Sánchez. É incrível como o chileno não precisou de período de adaptação algum para começar a brilhar, sobretudo em um time que ainda busca sua melhor forma – técnica e física. Neste domingo, o atacante fez o gol que definiu a vitória por 2 a 0 sobre o Hull City, pela Copa da Inglaterra, em chute colocado com capricho. Apenas mais um entre tantos em 2014/15.

VEJA TAMBÉM: Willian abre vitória do Chelsea com golaço contra o Watford

Nem mesmo a maratona de jogos de virada de ano derrubou Sánchez. O chileno participou de todos os três disputados entre o Boxing Day, em 26 de dezembro, e a rodada deste fim de semana pela FA Cup. Nos três jogos, sequer deixou o campo para a entrada de algum companheiro. Ainda assim, estava inteiro aos 40 minutos do segundo tempo contra o Hull para pegar com extrema felicidade na bola e fazer o 2 a 0.

Sánchez chegou a seu 16º gol na temporada pelo Arsenal, em 29 jogos. O número já é superior ao de sua temporada de estreia no Barcelona, em 2011/12, quando fez 15 em 41 partidas. No futebol inglês, apenas Sergio Agüero (19) e Harry Kane (17) fizeram mais.

Enquanto o time de Wenger não encontrar estabilidade e seu melhor futebol, a dependência em Sánchez continuará. Contanto que a defesa faça a sua parte e o meio de campo se saia apenas ok, a impressão é de que o chileno não decepcionará tão cedo. Nos Gunners, o chileno encontrou com facilidade o tipo de protagonismo que nunca teria no Barcelona, e cada vez mais a troca parece acertada tanto para o atleta quanto para o clube londrino, independentemente do tamanho do investimento.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo