Inglaterra

Ajudou ter alguém gritando comigo em alemão, diz Werner sobre Thomas Tuchel

O começo do trabalho de Thomas Tuchel no Chelsea tem sido promissor: quatro vitórias seguidas pelo Campeonato Inglês levaram o clube de volta à zona de classificação à próxima Champions League – o Everton ainda pode alcançá-lo se vencer os dois jogos a menos. Além disso, o treinador tem conseguido melhorar as atuações de Timo Werner, que na última segunda-feira quebrou um longo jejum sem marcar pela liga inglesa.

O último gol de Werner, reforço de € 50 milhões para esta temporada, havia sido na oitava rodada, no começo de novembro, antes de marcar na vitória sobre o Newcastle, por 2 a 0. Como era de se esperar, a relação com Tuchel tem sido benéfica ao atacante. Entre outros motivos, pela língua.

“Ajudou ter alguém gritando comigo em alemão”, brincou Werner, à BBC. “Ele é um cara muito legal. Tem uma boa ideia de como quer que nós joguemos e quando tivermos mais sessões de treino com ele, vamos apenas melhorar. Algumas semanas atrás, estávamos muitos pontos atrás do quarto lugar. Queremos continuar assim. Estamos a apenas quatro pontos do segundo lugar e muitos disseram que não chegaríamos ao top quatro ao fim da temporada, mas aqui estamos”.

Werner tem atuado bastante pela esquerda, às vezes como ponta, às vezes como segundo atacante. Tem 10 gols e cinco assistências em 32 jogos pelo Chelsea, por todas as competições.

“Não é apenas difícil para mim, mas para todos, um novo país, uma nova liga, e começamos bem a temporada, fazendo gols e dando assistências, mas eu tive um longo período sem marcar, mas, no fim, tenho que continuar tentando porque é um esporte de equipe e queremos vencer. Não importa se eu marcar ou se outra pessoa marcar, desde que vençamos”, completou.

O Chelsea enfrenta o Southampton pela Premier League no próximo sábado antes de começar as oitavas de final da Champions League contra o Atlético de Madrid, no Wanda Metropolitano, na terça-feira.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo