Inglaterra

A fidelidade ao Liverpool vale mais que títulos para Gerrard

Ele vai terminar a carreira tendo defendido só um clube. Cada vez mais é difícil ver exemplos de jogadores que vivem uma história tão bonita como a de Gerrard no Liverpool. E a verdade é que olhando do ponto de vista profissional, o capitão dos Reds deixou passar uma chance de ouro para ganhar um título europeu, coisa que não consegue desde 2005.

Aí o amigo leitor mais desatento deve pensar: esse cara tá maluco, o Liverpool não disputa título nem de botão ultimamente, como iria ser campeão europeu? Pois eu lhes digo que Gerrard revelou ao jornal inglês Telegraph que recusou uma proposta de um clube que disputou a Liga dos Campeões na última temporada.

Na entrevista completa, o jogador não chega a dizer qual time ofereceu a proposta, ainda que o repórter tenha de pronto apontado o Bayern Munique como o principal interessado. Aos 33 anos, o meia chega a dar alguma pista, mas cravar qual tenha sido a oferta é puro palpite: “Na última temporada tive a chance de me transferir para um time que disputou a Liga dos Campeões, mas recusei, não houve tentação. Um clube tradicional como o Liverpool tem seu valor. É a razão por eu ficar aqui por tanto tempo. É mais importante ganhar alguns troféus em Anfield, mesmo que passemos por grandes dificuldades, do que pegar o caminho fácil e sair para um outro lugar onde as conquistas sejam rotina”, garantiu Gerrard.

Todo esse papo surgiu com as especulações de saída de outro jogador do Liverpool, Luís Suárez. Sobre isso, Steven aconselhou o colega a permanecer no clube, pelo menos por agora. “Já passei por isso antes. Essa é a mensagem para Luís. Com um ponto de vista bem parcial, espero que ele nos dê outro bom ano como fez na última temporada. Depois disso, talvez ele encontre uma oportunidade para sair. Não acho que agora é a hora certa”, comenta o capitão dos Reds.

Essa lição de escolher por abdicar dos títulos por questões de pura fidelidade é o que diferencia Gerrard dos demais. Desde 1998 em Anfield, ele facilmente poderá ser lembrado como maior jogador da história do Liverpool. E é também uma resposta a quem acredita que o futebol é feito apenas de atletas que priorizam o dinheiro e a competitividade.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo