Inglaterra

777 Partners perde prazo e abre caminho para John Textor comprar Everton

Em crise, a 777 não efetuou o pagamento a tempo e não vai mais adquirir o Everton, que pode parar nas mãos de Textor

Neste sábado (1), o Everton anunciou que a 777 Partners não efetuou o pagamento estipulado para comprar suas ações. Agora, os Toffees estão livres para negociar com outros investidores – e John Textor é um dos interessados.

Em setembro de 2023, a 777 fechou um acordo para adquirir o Everton, que venderia 94,1% de suas ações. Essa fatia majoritária pertence ao empresário iriano Farhad Moshiri.

Para se tornar o sócio majoritário dos Toffees, a 777 Partners se comprometeu a pagar £ 550 milhões (cerca de R$ 3,7 bilhões). A princípio, o prazo para concluir a compra do Everton ia até o final de 2023.

Entretanto, a 777 conseguiu aumentar o prazo na tentativa de conseguir a aprovação da Premier League. Vale reforçar que a empresa, que comprou a SAF do Vasco, vive uma grave crise financeira.

A 777 Partners até mesmo está sendo processada nos Estados Unidos por fraude. Esse cenário fez a Premier League impor uma série de condições para a empresa adquirir os Toffees.

No Brasil, por exemplo, a 777 Partners viu seu contrato com o Gigante da Colina ser suspenso pela Justiça em uma ação cautelar. Por isso, o futebol do Vasco deixou de ser comandado pela empresa.

Em relação ao Everton, a 777 tinha que concluir o negócio até a manhã deste sábado (1), o que não aconteceu. Como consequência, a empresa não será a nova proprietária dos Toffees.

Nos últimos meses, a 777 Partners chegou a investir R$ 760 milhões no Everton, mesmo sem formalizar a compra das ações. O último aporte, em janeiro, foi destinado para os custos da construção do novo estádio e para capital de giro dos Toffees.

Everton agradece 777 Parterns

– O acordo entre 777 Partners e Blue Heaven Holdings Limited para a venda e compra da participação majoritária no clube expirou hoje (1). O Conselho de Administração do Clube reconhece o nível considerável de apoio financeiro que o 777 Partners forneceu ao clube nos últimos meses e gostaria de aproveitar esta oportunidade para lhes agradecer por isso. O Clube continuará a operar normalmente, enquanto trabalha com a Blue Heaven Holdings para avaliar todas as opções para a futura propriedade do clube.

Textor pode ser o novo dono

Proprietário das ações da SAF do Botafogo, Textor pode ser o novo dono do Everton. Em entrevista ao The Athletic na semana passada, o empresário americano se disse atento ao imbróglio envolvendo os Toffees e a 777:

– Sim (teve conversas sobre a compra do Everton). Perguntei se existe uma maneira de resolver essa confusão. Não quero entrar em uma situação em que não seja bem-vindo. Estou observando [a situação], mas a 777 ainda tem contrato. Há pessoas próximas ao clube que se preocupam sobre quem está investindo. Talvez estejamos em uma posição para resolver muitos problemas para as pessoas, mas estamos observando porque há pessoas que têm parte no clube. É bastante confuso e alguns coisas precisam ser limpas.

John Textor já tem participação em um clube da Premier League: o Crystal Palace. Contudo, como é sócio minoritário, o empresário quer se desfazer de sua parte dos Eagles para ser dono de outro.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo