Holanda

Rumo à Holanda? Os possíveis destinos de Henderson na volta a Europa

Meia deseja deixar o futebol árabe em breve, mas questões burocráticas impedem seu retorno

O meia Jordan Henderson, que fez história com a camisa do Liverpool, tem um objetivo claro para a sequência de sua cerreira, retornar ao futebol europeu após uma passagem no mínimo frustrante pelo Al-Ettifaq da Arábia Saudita. Nem mesmo os milhões de dólares e a estabilidade financeira oferecida aos jogadores para permanecer na Saudi Pró League foram suficientes para o inglês permanecer no Oriente Médio. Porém, a tão desejada volta do jogador para a Premier League pode ser adiada por conta de questões burocráticas.

Isso porque, para evitar a taxação dos seus vencimentos ganhos na Arábia, Henderson vai precisar cumprir ao menos um ano fiscal fora do Reino Unido. O atleta, que já negociou a sua saída do Al-Ettifaq, tem então buscado novos clubes em outros países da Europa. O Ajax da Holanda e a Juventus na Itália aparecem como principais destinos para o jogador de 33 anos.

O acordo com os holandeses parece mais próximo, já que o treinador da equipe, John van't Schip, declarou de forma pública o interesse em contar com o jogador para o restante da temporada. No caso dos italianos, a Vecchia Signora estaria disposta a contratar o meio-campista somente por empréstimo, o que neste momento não parece ser a opção mais viável para Henderson. Segundo informações do portal Echo, o meia está na Inglaterra assinando documentos para acelerar o processo de desligamento junto ao Al-Ettifaq.

Henderson sonha com seleção da Inglaterra e com o bem-estar de sua família

Um dos fatores que fez o meia inglês repensar a escolha de jogar na Arábia Saudita foi o fato de sua família não ter se adaptado bem ao ambiente no Oriente Médio, outro motivo importante é sua situação junto à seleção da Inglaterra, já que Henderson quer estar entre os convocados do English Team que vão disputar a Eurocopa na Alemanha este ano.

Sobre o processo de mudança da Arábia Saudita, Henderson esclareceu sobre os motivos que o fizeram aceitar o convite do Al-Ettifaq para a disputa da Saudi Pro League. Na época de sua contratação, o meia foi amplamente criticado por torcedores e demais amantes do futebol após acertar sua ida a um país onde a homossexualidade é criminalizada, tendo em vista que declarou publicamente seu apoio à comunidade LGBTQIA+.

Em resumo, Henderson acreditava que jogar na Arábia Saudita seria importante para melhorar o esporte no país e a sociedade em si, esta foi a maior motivação para o jogador ter saído do Southampton para desbravar um ambiente totalmente novo. O meia acredita que, independente de sua escolha, fez o que considerou melhor naquele momento, embora tal decisão tenha se mostrado equivocada, tendo em vista seus problemas de adaptação à nova liga e principalmente à cultura do país.

“Acho que sempre haveria críticas, independentemente do que eu fizesse, se permanecesse ou fosse. Então, basicamente, tive que fazer o decisão sobre o que é melhor para mim e para minha família. Então, o futebol é o lado do futebol. Vou a algum lugar para tentar algo novo, para desenvolver o jogo que amo em outro país e transformar a liga em uma das melhores do país. Isso me entusiasma porque quero fazer o esporte crescer em todo o mundo. E isso me fez seguir em frente, de verdade”, explicou Henderson.

Os ajustes sobre a provável ida de Henderson para o Ajax estão sendo finalizados e em breve o jogador deve pousar em Amsterdã para defender a camisa do gigante time holandês, que está em franca recuperação na temporada e neste momento ocupa a 5ª colocação na Eredivise, com 28 pontos.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo