Games

FIFA 23: Quatro pontos para entender o trailer de lançamento

Além das informações, é importante situar o impacto do jogo no cenário de games

O dia 20 marcou a estreia do primeiro trailer de FIFA 23 e a divulgação de novidades sobre a principal franquia de simuladores de futebol – como o crossplay, data de lançamento e novos conteúdos. Algumas coisas foram entregues mastigadas no vídeo, mas outras precisam ser contextualizadas ou deduzidas de acordo com o material disponibilizado e o histórico da franquia. As mulheres nunca estiveram tão presentes no game, as duas Copas do Mundo no título farão o conteúdo ser muito rico ao longo da temporada, o Hypermotion vai forçar os jogadores a migrarem para a nova geração e a identidade visual será minimalista para valorizar o impacto dos grafismos na gameplay.

As jogadoras do time feminino do Manchester City no FIFA 23 (divulgação)

Avanço Feminino

Lançada em 1993, a franquia só foi contar com o futebol feminino na edição de 2016, quando foram incorporadas as seleções da modalidade. Em 2019, houve uma atualização especial para a Copa do Mundo da França, contando com as 22 seleções classificadas. Três anos depois, no FIFA 22, Alex Scott se tornou a primeira voz feminina da franquia, assumindo o posto de comentarista da versão em inglês. No FIFA 23, Samantha Kerr, do Chelsea, passa a estampar a capa do jogo e a franquia adiciona duas ligas de futebol feminino: a Barclays Women’s Super League, da Inglaterra, e a Division 1 Arkema, da França. 

Copas do Mundo

A edição 23 marca o fim da parceria entre a entidade que comanda o futebol e a EA Sports. Antes de perder ou ter que negociar os direitos das competições da FIFA, o título homônimo vai trazer as duas Copas do Mundo que acontecerão durante o período vigente: a de futebol masculino, que acontece no Catar em 2022, e a de futebol feminino, sediada na Austrália no ano seguinte. Os conteúdos chegarão gratuitamente por DLCs e certamente vão contar com modos de jogo específicos, como o formato copa e um Ultimate Team próprio.

Vinícius Júnior, do Real Madrid, no FIFA 23 (divulgação)

Tecnologia Hypermotion 2

Depois de sua inserção na edição anterior, o Hypermotion avança para sua segunda versão. Com a captação de equipes profissionais inteiras, ao invés de apenas alguns jogadores, o FIFA 22 deu um salto de qualidade na fluidez tática e nos duelos individuais na gameplay. O Hypermotion 2 promete um novo sistema inteligente de drible, movimentos mais responsivos e uma experiência ainda mais imersiva. Como estará presente apenas nos consoles de nova geração e no PC, a nova tecnologia força os players a atualizarem seus hardwares antes de setembro.

Parte gráfica

Na tela de espera do evento do YouTube que revelaria as primeiras imagens  do FIFA já era possível visualizar uma identidade visual bem clara e com animações fluidas. Durante o trailer, é possível conferir uma cena de Catarina Macario em uma cobrança de falta. Chama a atenção no frame  a leveza com que os grafismos estão dispostos no ecrã, com traços finos e fugindo do uso de boxes para organizar as informações. Com o avanço do Hypermotion e o avanço do 4K, o FIFA 23 pode entregar um show à parte nos gráficos.

Assista ao trailer:

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo