Ligue 1

Lyon apanha do Angers e segue sem vencer na Ligue 1

Depois de empate na estreia, os Gones tiveram desempenho horrível fora de casa

A Ligue 1 está só começando, mas dois dos favoritos ao título já estão com uma enorme dor de cabeça. Em partida válida pela segunda rodada, neste domingo, o Lyon sofreu uma derrota por 3 a 0 para o Angers, fora de casa. Apesar de contar com Lucas Paquetá e Bruno Guimarães, campeão olímpico na semana passada, a equipe de Peter Bosz não demonstrou reação.

LEIA MAIS: Dez histórias para se acompanhar na nova temporada da Ligue 1

Não foi o único choque da jornada no Francês. Ontem, o atual campeão Lille levou 4 a 0 do Nice, em um reencontro com seu ex-técnico, Christophe Galtier. O Lyon seguiu o mesmo caminho e poderia ter sido goleado em uma atuação desastrosa.

Tudo que poderia dar errado, deu errado

A coisa começou a desandar ainda na primeira etapa, quando aos 20 minutos, Sofiane Boufal abriu o placar para os donos da casa. Esperava-se que Bosz e seus comandados tivessem alguma alternativa para buscar a virada na segunda etapa, mas a verdade é que o Angers estabeleceu um domínio ainda maior, conseguindo outros dois gols com Marcelo (contra) e Azzeddine Ounahi, com pouco mais de dez minutos para o fim.

Sem inspiração, o Lyon ainda perdeu Maxwell Cornet, expulso pelo segundo cartão amarelo, na etapa complementar, denotando uma tarde infeliz para os Gones longe de casa. Quem comemorou foi o Angers, claro, que além de conseguir encaixar uma belíssima partida contra um grande, ainda deve terminar a rodada na liderança, à frente do Paris Saint-Germain, com duas vitórias.

É um momento oportuno para qualquer torcedor do Angers tirar aquele print da tabela e guardar como recordação de quando os alvinegros estiveram no topo da França, ao menos por um dia. A tendência é que o PSG tome a dianteira em pouco tempo, evidentemente.

Para o Lyon, é um dia de reflexão. Depois de um empate frustrante contra o Brest, na estreia, levar 3 a 0 para casa diante de um adversário que não está entre os mais fortes da liga é um sinal de alerta. De todo modo, o time volta a campo na próxima semana para enfrentar o Clermont e precisa mostrar algo para afastar qualquer preocupação acerca de seu desempenho, seja pensando no trabalho de Bosz ou na própria temporada como um todo. Não haverá margem para erro nesta campanha.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo