Ligue 1

Em meio ao caos de direitos de TV, Canal Plus vai transmitir Ligue 1 até o fim da temporada 2020/21

A França finalmente tem uma solução para ao menos conseguir terminar a temporada com todos os seus jogos transmitidos na TV local. O Canal Plus fechou contrato com a Ligue de Football Profissionnel (LFP) ao pagar €35 milhões para ter direito aos 80% dos jogos que ficaram vagos com a desistência da Mediapro, segundo a agência de notícia AFP. O próprio Canal Plus tem outros 20% dos jogos e tinha pagado por €330 milhões por isso.

Com a queda dos valores, os clubes terão uma queda de 49% das receitas de direitos de TV para os clubes da Ligue 1, além de outros 40% de queda nos direitos da Ligue 2, também segundo a AFP. Isso deve agravar a situação financeira de muitos dos clubes, que já sofrem com a pandemia da COVID-19 e a queda de receitas, especialmente sem a presença de público nos estádios. Direitos de TV são uma parte grande do faturamento dos clubes na França, como acontece em praticamente todas as grandes ligas.

A Mediapro pagaria €780 milhões por temporada para ter direito a 80% dos jogos, em contrato que valia de 2020 a 2024. A pandemia agravou a situação financeira do grupo, que atrasou pagamentos e, depois de algumas negociações, desistiu dos direitos de transmissão. A LFP, então, decidiu fazer um novo leilão e Amazon, DAZN e Discovery participaram, mas todos com propostas menores do que o valor pedido.

Com o acordo fechado garantindo ao menos a transmissão até o fim da temporada, a LFP terá mais tranquilidade para negociar os direitos das próximas temporadas, pelo restante do contrato que era da Mediapro, até 2024. Os mesmos candidatos devem tentar um novo acordo. O Canal Plus quer termos muito diferentes para a negociação definitiva, assim como a BeIN Sports. DAZN, Amazon e Discovery devem fazer nova tentativa, mas fica claro que os valores serão certamente muito inferiores àqueles fechados em 2018. Resta saber como isso vai impactar os clubes franceses.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo