FrançaLigue 1

Em um dia sem grande inspiração do ataque, Thiago Silva foi destaque do PSG

O futebol do Paris Saint-Germain ainda não apareceu como se esperava, o time não está atropelando no Campeonato Francês, mas ao menos segue vencendo. Nesta sexta-feira, foi a vez de vencer o Rennes, em casa, por 1 a 0. O gol foi de Lavezzi, em uma belíssima jogada coletiva. O time, porém, sofreu exatamente no aspecto coletivo na partida. Ibrahimovic, o principal craque do time, não correspondeu. Thiago Silva, porém, foi o que dele se espera. Fez uma grande partida e foi o destaque de um time que mostra dificuldade para vencer por mais de um gol de diferença.

LEIA TAMBÉM: Desafiou físicos, venceu mitos, inspirou Pirlo: a arte inigualável de Juninho

Em alguns momentos, os jogadores do PSG chegaram quase a se trombar em campo. Em um lance, Ibrahimovic queria receber a bola e ia em direção a Verratti, que carregava a redonda em direção à área. Os dois quase se trombaram. Isso já foi no segundo tempo, quando o time já vencia por 1 a 0 com o gol marcado por Lavezzi aos 29 minutos. O time jogava no seu tradicional 4-3-3, criou algumas chances, mas eram poucas as vezes que o time ficava realmente perto de marcar o gol.

Como o Rennes não conseguiu ser perigoso na maior parte do tempo, o jogo ficou à mercê do PSG. Lavezzi foi o melhor jogador do ataque, não apenas pelo gol, mas pela participação ofensiva. Mas foi mesmo a boa atuação de Thiago Silva na defesa que mais chamou a atenção. Ao lado de David Luiz e com Marquinhos na lateral direita, o capitão do time foi muito bem. O brasileiro foi um dos melhores em campo. Liderou o time como se espera que ele faça.

O futebol pode não ser o esperado pela torcida e pela crítica, mas o PSG segue nos calcanhares do líder Lyon. Chegou a 47 pontos, um a menos que os lioneses, que jogam no domingo contra o Monaco, fora de casa. A briga pelo título continua bastante acesa na França. Resta saber o quanto o PSG chega forte também para a Champions League, o principal desafio do time – e que terá o Chelsea pela frente nas oitavas de final.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo