França

O calvário de Umtiti continua: mais uma lesão e nova cirurgia no joelho

Paulo Fonseca, técnico do Lille, confirma que Umtiti precisou de intervenção cirúrgica no joelho esquerdo (mesmo local de contusões anteriores) e está afastado por tempo indeterminado

Samuel Umtiti já experimentou de tudo um pouco no futebol. Campeão do mundo com a França em 2018, o zagueiro foi peça importante do Barcelona nas temporadas 2016/17 e 2017/18 e ajudou o clube catalão a conquistar títulos neste período. No entanto, nem tudo são flores. Depois do sucesso com a seleção de seu país e nos Culés, o defensor passou a lidar com lesões em sequência e, desde então, sua carreira nunca mais foi a mesma.

Em entrevista ao jornal francês L'Équipe, Umtiti, atualmente no Lille, falou sobre tal sina (de muitas lesões) e como isso o atrapalhou. Vale lembrar que ele foi contratado em junho de 2016 pelo Barcelona, junto ao Lyon. Na temporada 2016/17, o zagueiro jogou 43 partidas, enquanto em 2017/18 jogou outras 40. Depois sofreu com muitos problemas físicos, que só lhe permitiram jogar 50 jogos em quatro anos, até seu empréstimo ao Lecce.

– Vivi momentos difíceis. Trabalhei muito nisso porque tinha muito ressentimento, muitas coisas dentro de mim e no final isso não me deixou seguir em frente.

No ano passado, quando ainda tinha contrato com o Barcelona, Umtiti concedeu entrevista ao “Canal +” e revelou ter passado por maus bocados no clube catalão por conta das lesões. Seu psicológico foi afetado e ele não tinha forças para sair do quarto e ‘viver'.

– Eu me tranquei. Não queria sair com meus amigos. Não queria sair em Barcelona por causa das lesões. Não sei se foi depressão, mas é verdade que me tranquei. dentro. Eu não estava com vontade de sair.

Passagem pelo Lecce fez bem a Umtiti, que agora voltou a ser ‘assombrado' no Lille

Samuel Umtiti deixou o Barcelona no dia 25 de agosto de 2022, e foi emprestado ao Lecce até o fim de 2022/23. O francês chegou ao modesto clube italiano ainda em recuperação e não esteve saudável durante início da temporada. Contudo, no meio do primeiro turno, conseguiu mostrar bom futebol, esbanjou segurança na defesa e ganhou a titularidade. Umtiti tornou-se uma das referências da equipe e foi apontado por imprensa local e torcedores como um dos melhores zagueiros da Serie A.

O defensor não permaneceu no Lecce após o fim de seu contrato por empréstimo. Ao todo, disputou 25 partidas e foi peça fundamental do time, que conseguiu a permanência na elite do futebol italiano. Após boa passagem no Calcio, Umtiti voltou para a França. Em julho de 2023, ele rescindiu com o Barcelona em acordo mútuo e reforçou o Lille. A partir daí, sua sorte começou a mudar novamente para pior…

Desde que chegou ao Lille, Umtiti não conseguiu ter sequência. Jogou apenas 13 jogos e um total de 708 minutos até o momento. E deve parar por aí. O zagueiro francês sofreu nova lesão e dificilmente ficará à disposição para o restante da temporada. O treinador da equipe, Paulo Fonseca, confirmou que o jogador precisou de intervenção cirúrgica no joelho esquerdo (mesmo local de contusões anteriores) e está afastado por tempo indeterminado.

– Ele foi operado. Acho que tudo correu bem e agora ele deve se recuperar. Não sei quanto tempo ele ficará afastado. Pode ser uma ausência longa, não quero marcar data… embora eu ache que ele tem chance de jogar nesta temporada.

Números de Umtiti na carreira

Lyon

  • 170 jogos
  • 5 gols
  • 3 assistências
  • 2 títulos (Copa da França 2011/12 e Supercopa da França 2012)

Barcelona

  • 133 jogos
  • 2 gols
  • 1 assistência
  • 7 títulos (LaLiga 2017/18 e 2018/19, Supercopa da Espanha 2016 e 2018, Copa do Rei 2016/17, 2017/18 e 2020/21)

Lecce

  • 25 jogos

Lille

  • 13 jogos
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo