Europa

Políticos albaneses acusam federação de fraude

Políticos albaneses acusam a federação local de irregularidades. Sali Berisha, primeiro-ministro do país, afirmou que a seleção é comandada por ‘uma máfia’. Já Ylli Pango, ministro da Cultura, afirmou que o presidente da entidade ‘vendeu’ o resultado de duas partidas da equipe nas eliminatórias da Eurocopa-08.

Pango enviou uma carta à Uefa no mês passado e a tornou pública nesta semana. Nela, o ministro pede ‘para se investigar suspeitas claras de que esses jogos foram vendidos pelo presidente da federação albanesa. Esta é uma evidência nítida de que ele está usando as partidas da seleção para seu próprio interesse, insultando os sentimentos dos torcedores.”

As acusações recaem sobre Armando Duka, presidente da federação. Ele é irmão do ministro da Agricultura durante o governo socialista no país, derrotado por Berisha em junho de 2005. Pango suspeita das derrotas contra Bielorrússia (4 a 2) e Romênia (6 a 1).

Em entrevista a uma emissora de tevê local, Berisha também se queixou. “Esta é a máfia que pisoteia nossa bandeira. É melhor a nação não ser representada do que ter por trás um grupo que vende suas camisas”, afirmou. Os jogadores da seleção se defenderam e prometem processar o primeiro-ministro caso sejam considerados inocentes.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo