Champions LeagueEuropa

O que acompanhar nos play-offs da Liga dos Campeões

A Liga dos Campeões continua nas preliminares, mas já começa a ganhar ares de grandiosidade na etapa que definirá os últimos 10 participantes da fase de grupos. O sorteio destes confrontos foi realizado nesta sexta. E times de camisa pesada estarão em campo, como Milan, Arsenal, Schalke 04 e Lyon, acompanhados por outros que já participavam do torneio, a exemplo de Celtic, PSV, Fenerbahçe e Zenit.

Mesmo se não vencerem, os eliminados terão a chance de disputar a fase de grupos da Liga Europa. Porém, ninguém quer ser “rebaixado” à segunda divisão do futebol europeu, estando tão próximo do glamour e da fortuna oferecidos pela Champions. O que ficar de olho em cada um dos dez confrontos? Separamos os destaques de cada jogo, agendados para os dias 20-21 e 27-28 de agosto.

O encontro de campeões

Milan x PSV

O confronto mais tradicional possível aconteceu. Dono de sete taças continentais, o Milan enfrenta o PSV, que comemora 25 anos de sua única conquista em 2013. A fase de ambos os clubes está distante das glórias do passado, mas não minimiza a qualidade do embate. Os rossoneri seguem o processo de reformulação, encabeçados por Mario Balotelli e Riccardo Montolivo, enquanto os Boeren se sustentam em uma jovem geração, cujos destaques são Adam Maher e Ola Toivonen. Na história da competição, holandeses e italianos se cruzaram em seis oportunidades, com três vitórias do Milan e duas do PSV. Na mais importante, os rossoneri garantiram vaga na decisão da LC 2004/05 pelos gols marcados fora de casa.

O jogo mais quente

Fenerbahçe x Arsenal

O histórico entre ingleses e turcos nas competições continentais não é dos mais amistosos. Basta lembrar da decisão da Copa da Uefa de 1999/00, quando o jogo entre Arsenal e Galatasaray ficou marcado pelos episódios de violência fora do estádio. Mesmo se a máxima “inimigo do meu inimigo é meu amigo” valer para o Fenerbahçe, a preocupação das autoridades deve ser grande. O Arsenal é favorito, mesmo sem ter trazido os reforços prometidos por Arsène Wenger, já que o Fener passa por uma mudança de comando. E, além de bater os Gunners, os turcos ainda precisam vencer nos tribunais. Dia 28 de agosto sai o resultado da apelação à suspensão de dois anos na LC, por caso de manipulação de resultados.

A incógnita

Lyon x Real Sociedad

Duas das equipes que mais mudaram desde o final da temporada passada se enfrentarão no caminho da liga. O Lyon passa por um desmanche e perdeu alguns de seus destaques, como Lisandro López e, provavelmente, Bafetimbi Gomis. Da mesma forma, a Real Sociedad não conta mais com Asier Illarramendi, assim como perdeu o técnico Philippe Montanier. Difícil de fazer qualquer previsão. Curiosamente, a última participação da Real Sociedad na LC terminou com duas derrotas para o Lyon, nas oitavas de final da edição 2003/04.

O equilíbrio

Schalke 04 x Metalist Kharkiv

Em questão de camisa, não tem nem comparação, o Schalke 04 é muito maior do que o Metalist Kharkiv. Mas, independente deste fator, é possível imaginar que os ucranianos vão complicar a vida dos alemães. Os Azuis Reais possuem um time melhor, com Julian Draxler prometendo uma temporada em alto nível, mas ficaram abaixo de seu potencial na última Bundesliga. Já o Metalist vem de uma boa campanha no Campeonato Ucraniano e na Liga Europa, com Marko Devic desandando a fazer gols nestas últimas semanas.

O abismo

Zenit x Paços de Ferreira

Os portugueses que nos desculpem, mas não há favoritismo maior nestes playoffs do que o ostentado pelo Zenit. O Paços de Ferreira fez história na última edição da liga nacional, mas perdeu vários de seus destaques e não inspira confiança. Já os russos se desfizeram de algumas “laranjas podres” (entenda-se Igor Denisov) e possuem um elenco bem mais qualificado. Boa chance para Hulk lembrar os tempos em que esmerilhava no Portuguesão – em dez jogos contra os castores, foram cinco gols e quatro assistências do brasileiro.

A maior viagem

Celtic x Shakhter Karaganda

Não há surpresa maior nesta fase da Liga dos Campeões do que o Shakhter Karaganda. O campeão cazaque deixou o Bate Borisov pelo caminho e faz a melhor campanha da história de um clube de seu país na competição. E seu maior trunfo é a distância, sediado no meio do continente asiático – mais próximo de Pequim do que de Glasgow, por exemplo. Para sua sorte, a qualidade dos adversários não impõe medo. E os escoceses, campeões europeus em 1967, têm tudo para carimbar mais uma participação na fase de grupos.

Novo rico contra tradição

Ludogorets x Basel

Fundado em 2001, o Ludogorets é mais um time bancado por magnatas querendo ascender na pirâmide do futebol europeu. Campeão da segundona há três anos, o clube foi bicampeão da elite do Campeonato Búlgaro nos dois anos seguintes. E, nesta semana, foi uma das principais zebras da Champions ao eliminar o tradicionalíssimo Partizan. No entanto, os novatos precisarão de muito mais do que sorte contra o tradicionalíssimo Basel, fundamentado em uma ótima estrutura de formação de atletas e semifinalista da última Liga Europa.

O principal candidato a estreante

Austria Viena x Dinamo Zagreb

Cinco times destes playoffs nunca participaram da fase de grupos da Liga dos Campeões: Metalist, Paços de Ferreira, Shakhter Karaganda, Ludogorets e Austria Viena. E ninguém parece mais preparado para quebrar essa barreira do que os atuais campeões austríacos. Tudo bem que o Dinamo Zagreb esteve na fase de grupos nas últimas duas temporadas, mas não é nenhum bicho-papão. Olhando para o passado, os violetas somam 16 participações no antigo formato do torneio e têm uma semifinal no currículo, eliminados pelo Malmö em 1978/79.

O personagem para prestar atenção

Steaua Bucareste x Legia Varsóvia

Poucos presidentes de clube são mais controversos que Gigi Becali. Não à toa, o mandatário do Steaua Bucareste está preso atualmente, condenado por fraude contra o governo romeno, e a última anedota envolvendo seu nome afirma que ele vetou da cadeia a transferência do zagueiro Vlad Chiriches ao Tottenham. Becali não poderá entrar em campo, mas espera uma classificação dos campeões continentais de 1986 e volte à fase de grupos após cinco anos. Do outro lado, o desafio é o Legia Varsóvia, conhecido por sua torcida fanática e marcada por manifestações de extrema direita.

O destaque individual das preliminares

Viktoria Plzen x Maribor

Os gols das preliminares não contam para a artilharia final da Liga dos Campeões, mas um nome em especial deve chamar atenção pelo que fez nas etapas anteriores. O Viktoria Plzen não teve grandes desafios contra Zeljeznicar e Nõmme Kalju, é verdade, mas Pavel Horváth aproveitou para fazer seu nome nos confrontos. O veterano de 38 anos soma três gols e quatro assistências no torneio. Só não deve ter vida fácil contra o Maribor, que segurou o APOEL pelos gols fora na fase anterior.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo