Europa

Morre Mino Raiola, empresário e pai de transferências milionárias que mudaram os rumos do futebol

Italiano tinha 54 anos e vinha sofrendo com problemas de saúde. Família e estafe não divulgaram a causa da morte

O futebol europeu se despediu de um de seus maiores artífices nos bastidores. O empresário Mino Raiola, provavelmente o agente mais famoso da história do esporte, morreu aos 54 anos, em Milão. Responsável por transferências astronômicas envolvendo seus clientes, Raiola mergulhou na controvérsia em várias oportunidades.

Entre os jogadores mais relevantes na carteira de Mino, estão/estiveram: Zlatan Ibrahimovic, Dennis Bergkamp, Paul Pogba, Pavel Nedved, Erling Haaland, Gianluigi Donnarumma, Matthijs De Ligt, Marco Verratti e Mario Balotelli, entre outras figuras de destaque internacional. Como bom empresário, o italiano se meteu no esprote por meio de uma empresa de agenciamento de atletas, nos anos 1990. Na segunda metade da década de 90, ganhou força, independência e transitou bastante entre clubes para facilitar (nem sempre) transferências de seus clientes.

Conhecido por liderar negociações que envolviam bônus expressivos para si e seus atletas, Raiola entrou em rota de colisão com a Fifa e outras entidades esportivas por conta dessas porcentagens. O momento de maior projeção midiática do italiano foi em 2016, quando intermediou a chegada de Pogba ao Manchester United. Os ingleses alegadamente pagaram €105 milhões à Juventus, dos quais €49 foram direcionados a Raiola, segundo dossiê do Football Leaks.

A Fifa chegou a iniciar uma investigação para averiguar os valores repassados ao empresário, mas não houve nada conclusivo que gerasse punição a nenhuma das partes. O que a entidade fez, efetivamente, foi criar um teto para taxas pagas aos empresários, proibindo também a participação de terceiros em negociações, forçando uma situação em que apenas clube e jogador faturem com transferências.

Mais recentemente, o empresário apareceu nos noticiários internacionais por adquirir uma mansão que já pertenceu a Al Capone, em solo norte-americano. A morte de Mino foi confirmada por meio de sua conta oficial no Twitter, na manhã deste sábado (30).

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo