Liga das Nações

Vitória da França sobre a Suécia valeu só pelo golaço de Mbappé

A França venceu a Suécia na sua estreia na Liga das Nações pelo placar mínimo, 1 a 0 em Solna. Jogo mostrou uma seleção francesa parecida com o que vemos desde a Copa do Mundo em 2018, conquistada pelos Bleus. Um futebol de pouco brilho, sem criar tantas chances, mas que foi eficiente. Passa longe de ser um jogo atraente, porém. O jogo valeu só pelo golaço de Kylian Mbappé, que decidiu a partida. Ainda teve Antoine Griezmann perdendo pênalti no final.

[foo_related_posts]

O ritmo dos jogos da Liga das Nações tem sido lento, como era de se esperar por todo o tempo de paralisação que o futebol viveu pela pandemia do coronavírus. São raros os jogos que escapam a esse padrão. Depois de 293 dias da última vez que os Bleus entraram em campo, uma vitória por 2 a 0 sobre a Albânia com um bom futebol, desta vez o time não apresentou muita coisa.

O técnico Didier Deschamps colocou em campo o esquema 3-5-2, como já tinha feito antes da paralisação. Desta forma, monta o time com dois meio-campistas centrais, Adrien Rabiot e N’Golo Kanté, e dois alas. Libera Griezmann para ficar atrás dos atacantes Olivier Giroud e Kylian Mbappé. A falta de ritmo foi sentida pelo time.

A Suécia tentou sair em vantagem no primeiro tempo. Lustig, de longe arriscou e Lindelöf, de cabeça, levou algum perigo. A melhor chance foi de Berg, no final do primeiro tempo, que exigiu uma boa interferência de Hugo Lloris. Kanté foi um dos melhores em campo com 11 bolas recuperadas e cinco interceptações. No final, porém, Mbappé fez uma linda jogada pela esquerda, deu um pouco de sorte ao ver a bola bater no marcador e voltar para ele, e quase sem ângulo, finalizou para marcar: 1 a 0.

No segundo tempo, a França melhorou um pouco. No primeiro tempo, a finalização de Mbappé foi a única da França. No segundo tempo, seriam mais: seis no total, mas não acertou nenhum deles. Foram quatro chutes para fora e dois travados. A Suécia finalizou seis vezes também, mas acertou só uma. Giroud, centroavante da França, finalizou duas vezes, mas as duas foram para fora. Anthony Martial foi quem teve a melhor chance com a bola rolando, mas demorou a finalizar. Nos acréscimos, Griezmann cobrou um pênalti para fora, dando o tom do jogo.

Na terça-feira, dia 8, as duas seleções voltam a campo. A França recebe a Croácia, enquanto a Suécia recebe Portugal, no mesmo estádio.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo