Liga das Nações

Numa rodada de gols escassos, a Itália teve as melhores chances, mas ficou no 0 a 0 com a Polônia

Não foi o domingo mais pródigo em gols na Liga das Nações. A maior parte dos grandes jogos da competição terminou com o placar zerado. O mesmo aconteceu em Gdansk, onde Polônia e Itália faziam um duelo com boas expectativas, mas não conseguiram sair do 0 a 0. O resultado deixou o grupo embolado, já que Bósnia e Holanda / Países Baixos não conseguiram sair do zero mais cedo. Assim, os italianos aparecem na liderança ao final da primeira metade da fase de classificação.

Robert Lewandowski era o grande destaque da Polônia, em equipe com vários novatos e jogadores da liga local. A Itália, que também passa por um processo de renovação, trazia nomes mais conhecidos. Gianluigi Donnarumma, Leonardo Bonucci, Marco Verratti e Andrea Belotti formavam a espinha dorsal na equipe de Roberto Mancini.

Mesmo como visitante, a Itália teve muito mais iniciativa ao longo da noite e finalizou cinco vezes mais. Porém, não aproveitou as chances mais claras. O lance mais lamentado aconteceu aos dez minutos, em cruzamento de Belotti. Federico Chiesa recebeu a bola sozinho, mas bateu para fora. Lukasz Fabianski, de qualquer maneira, não seria muito exigido. Do outro lado, Lewa estava bem cercado e mal apareceu.

Durante o segundo tempo, Donnarumma finalmente faria sua primeira defesa, em batida de Jakub Moder. Mas não que a Polônia tenha produzido muito mais. A Itália mantinha o controle e de novo desperdiçou uma boa oportunidade, em cabeçada de Emerson Palmieri para fora. Apesar disso, seria uma partida repleta de erros e raros lances contundentes. No finalzinho, Karol Linetty chutou com desvio e quase achou o gol da vitória polonesa, mas só acertou o lado de fora da rede.

Mais cedo, em Zenica, Bósnia e Holanda / Países Baixos não fizeram um jogo melhor. As duas equipes também empataram por 0 a 0, em duelo no qual o time de Frank de Boer finalizou mais, mas teve pouca pontaria e muita lentidão. Na reta final, os dois goleiros acabariam fazendo a diferença. Jasper Cillessen impediu que Miralem Pjanic abrisse o placar ao buscar um chute no cantinho, enquanto Ibrahim Sehic faria milagre ainda maior em cabeçada de Luuk de Jong.

A Itália lidera o Grupo 1 da Liga das Nações, com cinco pontos, única invicta da chave. Holanda / Países Baixos e Polônia aparecem logo abaixo, com quatro pontos. Já a Bósnia somou apenas dois. Na próxima quarta, enquanto italianos e holandeses se pegam em Bérgamo, poloneses e bósnios completam a rodada em Wroclaw.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!