Liga das Nações

Mancini: “Fiquei decepcionado com as vaias para Donnarumma, a seleção deveria estar acima disso”

Em seu primeiro jogo em Milão após a saída para o PSG, Donnarumma foi vaiado pelos torcedores do Milan

Gianlugi Donnarumma teve um reencontro amargo com a torcida em Milão, nesta quarta-feira. O goleiro virou um pária na cidade, após recusar a renovação de contrato com o Milan durante meses e acertar sua transferência para o Paris Saint-Germain. Os torcedores rossoneri consideram o prata da casa como um traidor, algo evidenciado já no entorno do San Siro, antes do Itália x Espanha pela Liga das Nações. Dentro de campo, quando pegava na bola, Gigio era vaiado pelo público.

Donnarumma não comprometeu na derrota por 2 a 1, que eliminou a Itália nas semifinais. Em compensação, mostrou alguns sinais de desconcentração e quase engoliu um frangaço durante o primeiro tempo, salvo pela trave. A atitude da torcida foi criticada por vários membros da seleção italiana, inclusive pelo técnico Roberto Mancini, que não escondeu sua insatisfação.

“Certamente as vaias não agradaram Donnarumma, assim como não nos agradou. Gigio foi bem no jogo. Obviamente, foi decepcionante, porque era a Itália jogando, não era uma partida de clubes. Eles poderiam ter deixado isso de lado por um jogo, talvez aguardado um Milan x PSG, porque a seleção italiana deveria vir acima de tudo”, comentou Mancini, depois da partida.

Sobre o jogo, Mancini ainda preferiu ver o copo meio cheio e elogiar a energia de sua equipe depois da expulsão de Leonardo Bonucci no primeiro tempo: “Precisávamos de algumas pernas descansadas e isso ajudou o time quando ficamos com dez homens. Poderíamos ter usado alguns jogadores mais jovens, mas acho que, apesar da derrota, essa atuação nos deu mais força”.

“Os jogos são assim, algumas vezes os incidentes os transformam. O primeiro tempo poderia facilmente ter acabado em 1 a 1. A Espanha mantém a posse de bola com qualidade, mas é decepcionante perder assim, com dez. Cometemos um erro que não deveríamos. Para ser honesto, não vi o segundo cartão, mas não é esse o ponto. Léo não deveria ter recebido nenhum dos cartões. Jogar assim, marcar um gol e não sofrer mais foi um bom desempenho”, finalizou. A Itália volta a campo para a decisão do terceiro lugar na Liga das Nações, marcada para o próximo domingo, em Turim.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo