Liga das Nações

Giroud reforça sua candidatura a estar na Copa com boa atuação na vitória da França sobre a Áustria

Com boa atuação e gol, Giroud mostrou que pode ser uma opção interessante para o técnico Deschamps para a seleção francesa na Copa 2022

A França venceu a Áustria por 2 a 0 nesta quinta-feira pela Liga das Nações, o que significou a primeira vitória dos Blues na competição. Mais importante que isso, o time olha para a Copa 2022 e teve Olivier Giroud titular e muito bem, o que reforça a sua candidatura para estar em mais uma Copa do Mundo, aos 35 anos.

A fase do atacante é boa no seu clube também. O jogador está no Milan desde 2021 e foi importante na conquista do scudetto na última temporada, com gols em jogos importantes. Na seleção francesa, perdeu espaço com a volta de Karim Benzema e, apesar de ameaçado em perder o seu lugar no elenco, mostrou motivos para o treinador Didier Deschamps confiar nele. O camisa 9 participa bem das jogadas com Kylian Mbappé e Antoine Griezmann, seus companheiros de ataque. Ainda fez um dos gols na vitória.

O técnico Didier Deschamps apostou no esquema com três zagueiros, com Jules Koundé, Raphaël Varane e Benoit Badiashile. O time jogou em um 3-4-1-2, com Griezmann atuando logo atrás de Mbappé e Giroud. No meio, Youssuf Fofana e Aurélien Tchouaméni formaram a dupla de meio-campistas centrais, com Ferland Mendy na ala esquerda, e Jonathan Clauss na ala direita. A Áustria, comandada por Ralf Rangnick, entrou em campo em um 4-4-2, com David Alaba como um dos zagueiros e Marko Arnautovic comandando o ataque.

O primeiro tempo foi todo da França. O time chegou com facilidade ao ataque, mas desperdiçou as chances. Antes de dois minutos, a França já balançou as redes, mas foi anulado corretamente por impedimento. Em um chute de fora da área, a bola desviou em David Alaba e sobrou para Mbappé dominar e bater para marcar um belo gol, com a bola no ângulo. O tento foi imediatamente anulado pela posição irregular do jogador.

A França chegava com facilidade ao ataque, com um trio de ataque bastante vivo. Aos 25 minutos, uma das grandes chances, com Griezmann, Giroud e terminando em Mbappé, que não conseguiu ficar equilibrado para finalizar.

Mais uma grande chance veio depois, em um cruzamento para a área que Tchouaméni finalizou de bicicleta, o goleiro Patrick Pentz fez uma boa defesa e Griezmann pegou o rebote, mas não pegou em cheio e foi bem bloqueado novamente pelo goleiro austríaco.

No intervalo, o técnico Didier Deschamps fez uma mudança no gol: sacou Mike Maignan e colocou em campo Alphonse Areola. Os dois disputam vaga na Copa e são os favoritos a irem como reservas de Hugo Lloris, que é o capitão do time e está ausente desta data Fifa, machucado.

Depois de um primeiro tempo bem superior, a França enfim abriu o placar no início do segundo tempo. Aos 10, Mbpapé aproveitou um erro de passe de Marcel Sabitzer, avançou com liberdade e finalizou bem para marcar 1 a 0 para os Blues.

O segundo gol veio aos 19 minutos. Griezmann cruzou da direita para Giroud, bem posicionado, cabecear como camisa 9 e marcar: 2 a 0. Foi o seu 49º gol com a camisa da França, em 113 jogos.

A França teve uma chance incrível logo depois. Mbappé recebeu em profundidade, avançou, driblou o goleiro, mas não conseguiu fazer o gol porque o goleiro conseguiu atarapalhar o suficiente para que o atacante não fizesse o gol. Só que o lance foi anulado por impedimento de Mbappé no lance.

A vitória ficou mesmo com a França, que ainda desperdiçou algumas chances antes do apito final. Os franceses não têm mais chances de classificação à fase final, mas ao menos ficam um pouco mais tranquilos em relação a um possível rebaixamento, deixando essa posição para a Áustria.

Croácia vence duelo direto com a Dinamarca e assume a liderança

Croatas comemoram o gol contra a Dinamarca (DENIS LOVROVIC/AFP via Getty Images)

Em casa, a Croácia faz valer o seu mando de campo e venceu a líder do grupo até então, a Dinamarca, por 2 a 1. Depois de abrir o placar no começo do segundo tempo, o jogo parecia se encaminhar a um fim monótono, mas a reta final foi movimentada com o empate da Dinamarca e o segundo gol croata em seguida.

Depois de um primeiro tempo empatado em 0 a 0, Borna Sosa marcou 1 a 0 para a Croácia aos quatro minutos do segundo tempo, aproveitando um bate-rebate dentro da área e uma bola que sobrou para ele na entrada da área. Aos 31 minutos, Christian Eriksen chutou de fora da área e marcou um belo gol para empatar o jogo: 1 a 1.

Só que o empate não durou muito tempo. Em uma bela jogada trabalhada pelo meio, Lovro Majer bateu de fora da área e marcou outro bonito gol, recolocando os mandantes em vantagem em Zagreb: 2 a 1, aos 33 minutos.

Os franceses têm cinco pontos, contra quatro dos austríacos. Os franceses enfrentam a Dinamarca na próxima segunda-feira, em Copenhague. Já a Áustria joga, em casa, com a Croácia. A Croácia é líder com 10 pontos, enquanto a Dinamarca é segunda com nove.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo