Europa

Guia do Campeonato Escocês

A temporada escocesa já deu seu pontapé inicial. Desde julho, 12 times brigam pelas melhores posições. Em um campeonato em que há a hegemonia de Celtic e Rangers, os outros dez times têm como consolo terminar em pelo menos quarto lugar e conseguir a vaga para terceira fase preliminar da Liga Europa.

O Rangers, que é o defensor do título, venceu o Campeonato Escocês 54 vezes, 12 a mais que o rival Celtic. Para colocar mais uma conquista na sala de troféus, as duas equipes da Old Firm (como é conhecido o clássico entre os dois times de Glasgow) terão que lutar pela melhor colocação depois de 38 jogos.

O regulamento do Escocês funciona da seguinte forma: cada time joga três vezes com cada uma das 11 equipes; depois disso, a tabela é dividida em duas (sendo o grupo do campeão e o grupo do rebaixamento) e cada time joga uma vez com cada um dos cinco clubes da chave.

O que pode acontecer é, no final da competição, o time que ficar em sexto no grupo do campeão terminar com menos pontos que o primeiro no grupo do rebaixamento. Quando isso acontece, a classificação geral termina assim: o último da chave do campeão é considerado o sexto colocado e o primeiro do grupo do rebaixado termina em sétimo na tabela.

Confira o guia completo do Campeonato Escocês:

Vagas europeias
Campeão da temporada 2011/12: 3ª fase eliminatória da Liga dos Campeões 2012/13
Vice-campeão: 3ª fase eliminatória da Liga dos Campeões
Terceiro colocado: 3ª fase eliminatória da Liga Europa
Quarto colocado: 2ª fase eliminatória da Liga Europa

Rebaixamento
12o colocado

Legenda das transferências
Definitiva (Posição, time)
Empréstimo* (Posição, time)
Retorno de empréstimo# (Posição, time)

 

Aberdeen

Nome: Aberdeen
Fundação: 1903
Site oficial: www.afc.co.uk
Estádio: Pittodrie (22.199 torcedores)
Técnico: Craig Brown
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Scott Vernon
Fique de olho: Darren Mackie
Quem chegou: Chris Clark (M, Plymouth Argyle), Youl Mawéné (D, Panserraikos Serres), Jason Brown (G, Blackburn Rovers), Isaac Osbourne (M, Coventry City), Kari Arnason (D, Plymouth Argyle), David González* (G, Manchester City)
Quem saiu: Scott Ross (D, Peterhead), Zander Diamond (D, Oldham Athletic), Chris Maguire (A, Derby County), Sone Aluko (A), Mark Howard (G), Derek Young (M), David McNamee (D)
Objetivo na temporada: meio da tabela

O destaque do Aberdeen na última temporada, Chris Maguire, que foi autor de sete gols e dez assistências, passará a jogar no Derby County. Scott Vernon, que permaneceu na equipe, continua sendo referência no ataque. Outro jogador que fará companhia para Vernon no setor ofensivo será Darren Mackie.

Entre as contratações, destaca-se a vinda do meio-campista Isaac Osbourne, que defendia o Coventry City, e do goleiro David González, emprestado ao Aberdeen pelo Manchester City.

 

Celtic

Nome: Celtic Football Club
Fundação: 1888
Site oficial: www.celticfc.net
Estádio: Celtic Park (60.832 torcedores)
Técnico: Neil Lennon
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Gary Hooper
Fique de olho: Anthony Stokes
Quem chegou: Kelvin Wilson (D, Nottingham Forest), Adam Matthews (D, Cardiff), Victor Wanyama (M, Beerschot), Jos Hooiveld# (D, Kobenhavn)
Quem saiu: Efraín Juárez* (D, Zaragoza), Paul McGowan (A, St. Mirren), Ben Hutchinson (A, Kilmarnock), Ryan Conroy (M, Dundee), Fredrik Ljungberg (M), Andreas Hinkel (D), Niall McGinn (M, Brentford)
Objetivo na temporada: título

O Celtic visa parar o Rangers, que na temporada passada conseguiu o seu terceiro título consecutivo. Para isso, a equipe conta com os gols de Gary Hooper. O atacante foi o vice-artilheiro do Escocês 2010/11 com 20 gols, a um menos que Kenny Miller, que jogou no Rangers até janeiro e depois de transferiu para o Bursaspor (e atualmente defende o Cardiff).

A equipe de Glasgow conta ainda com lateral-esquerdo Emilio Izaguirre, eleito o Jogador do Ano da Escócia. Além disso, o Celtic tem em seu elenco o meio-campista da seleção escocesa Kris Commons e o atacante Anthony Stokes. O jogador mundialmente conhecido Fredrik Ljungberg jogou em apenas seis jogos da Premier League Escocesa e não teve o seu contrato renovado.

O treinador Neil Lennon, que foi alvo de tentativas terroristas na última temporada (quando uma uma carta contendo bomba foi enderaçada a ele), renovou o acordo com a equipe por mais um ano. Lennon, que é católico e norte-irlandês, tinha cogitado se aposentar, já que não é a primeira vez que ele é ameaçado.

 

Dundee United

Nome: Dundee United Football Club
Fundação: 24 de maio de 1909
Site oficial: www.dundeeunitedfc.co.uk
Estádio: Tannadice (14.500 torcedores)
Técnico: Peter Houston
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: John Rankin
Fique de olho: Willo Flood
Quem chegou: John Rankin (M, Hibernian), Willo Flood (M, Middlesbrough), Gary Mackay-Steven (Airdrie United, M),
Quem saiu: David Goodwillie (A, Blackburn), Filip Mentel* (G, Clyde), David Robertson (M, St. Johnstone), Darren Dods (D, Falkirk), Morgaro Gomis (M, Birmingham), Craig Conway (M, Cardiff), Prince Buaben (M, Watford), Timothy van der Meulen (Bayern Munique II), Mihael Kovacevic (D),
Objetivo na temporada: vaga em competição europeia

O Dundee United, quarto colocado na última temporada, deverá manter o desempenho e ficar na primeira metade da tabela. A equipe até se desfez de alguns dos principais jogadores, mas logo repôs as perdas. David Goodwillie, que foi o artilheiro da equipe com 17 gols, foi para o Blackburn. O meio-campista Morgaro Gomis também seguiu o mesmo rumo de Goodwillie e se transferiu para a equipe inglesa. E o meio-campista da seleção escocesa Craig Conway está atualmente no Cardiff.

As boas notícias ficam por conta das chegadas dos meio-campistas John Rankin e Willo Flood. O primeiro passou a última temporada no Hibernian. Já Flood, que começou a carreira no Manchester City, veio do Middlesbrough.

 

Dunfermline

Nome: Dunfermline Athletic
Fundação: 2 de junho de 1885
Site oficial: www.dafc.co.uk
Estádio: East End Park (11.380 torcedores)
Técnico: Jim McIntyre
Colocação em 2010/11: campeão da First Division (segunda divisão escocesa)
Competição europeia: não participou
Destaque: Andy Kirk
Fique de olho: Martin Hardie
Quem chegou: Kevin Rutkiewicz (D, St. Johnstone), Paul Burns (M, Queen of the South), Patrick Boyle (D, Partick Thistle), Andrew Barrowman (A, Ross County). Paul Gallacher (G, St. Mirren), John Potter (D, St. Mirren), Jason Thomson* (D, Hearts)
Quem saiu: Jake Hyde (A, Dundee), Chris Higgins (D, Queen of the South), Neil McGregor (D, Dundee), Alex Burke (Ayr United), Jordan White (A, Drogheda United), Graham Bayne (A, Dundee), Calum Woods (D, Huddersfield Town), Greg Paterson (G, Forfar Athletic FC), Chris Innes (A), Dani Sánchez (A),
Objetivo na temporada: brigar contra o rebaixamento

O Dunfermline retorna à elite escocesa pela primeira vez desde que foi rebaixado na temporada 2006/2007. Os Pars lutam para se manter na Premier League e esperam contar com o bom restropecto que diz uma equipe que sobe para a primeira divisão dificilmente é rebaixado no ano seguinte. Nos últimos dez anos, somente um time que foi promovido para o Campeonato Escocês caiu de divisão no ano seguinte.

A equipe é comandada pelo jovem Jim McIntyre, de 39 anos, que é treinador da equipe desde 2007. Antes de se tornar o técnico dos Pars, ele jogou pela equipe, além de ter tido passagens por Kilmarnock e Dundee United. No campo, as esperanças ficam depositadas nos experientes Andy Kirk (32 anos), que foi artlheiro da equipe na First Division da temporada passada com 13 gols, e Martin Hardie (35 anos), que foi contratado este ano e foi o responsável por oito gols no campeonato da segunda divisão.

 

Hearts

Nome: Heart of Midlothian Football Club
Fundação: 1874
Site oficial: www.heartsfc.co.uk
Estádio: Tynecastle (18.000 torcedores)
Técnico: Paulo Sérgio
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Kevin Kyle
Fique de olho: John Sutton
Quem chegou:Q John Sutton (A, Motherwell), Danny Grainger (D, St. Johnstone), Jamie Hamill (D, Kilmarnock), Mehdi Taouil (M, Kilmarnock)
Quem saiu: Jason Thomson* (D, Dunfermline), Mark Ridgers* (G, East Fife), Dawid Kucharski (D, Pogon Szczecin), Dean Lyness (G, Kidderminster Harriers), Lee Wallace (D, Rangers), Craig Thomson* (D, FBK Kaunas), Rubén Palazuelos (M), Jamie Mole (A), Ismaël Bouzid (D), Evaldas Razulis* (A, FBK Kaunas)
Objetivo na temporada: vaga em competição europeia

O Hearts, que conseguiu a façanha de terminar no pódio da Premier League da temporada passada, é uma das candidatas a conseguir uma das vagas para as competições europeias. Pensando nisso, a equipe se reforçou com John Sutton, do Motherwell.

Além Sutton, outros jogadores que merecem ser destacados são o meio-campista David Templeton e o atacante Kevin Kyle, que se recupera de lesão no quadril e não atua desde janeiro. Kyle vinha sendo o destaque da equipe de Edinburgo na temporada passado e tinha feito sete gols em 19 jogos da Premier League.

Deixaram o Hearts foram o treinador Jim Jefferies e o o lateral Craig Thomson. Jefferies foi demitido após duas rodadas e foi susbstituído pelo português Paulo Sérgio. E Thomson foi dispensado por conta das ofensas sexuais contra duas adolescentes e foi emprestado para o FBK Kaunas, da Lituânia.

 

Hibernian

Nome: Hibernian Football Club
Fundação: 1875
Site oficial: www.hibernianfc.co.uk
Estádio: Easter Road (20.250 torcedores)
Técnico: Colin Calderwood
Colocação em 2010/11: 10º
Competição europeia: não participou
Destaque: Garry O'Connor
Fique de olho: Junior Agogo
Quem chegou: Ivan Sproule (M, Bristol City), Sean O'Hanlon (D, Milton Keynes Dons), Garry O'Connor (A, Barnsley), Junior Agogo (A, Apollon Limassol)
Quem saiu: Ewan Moyes (D, FC Gateshead), John Rankin (M, Dundee United), Valdas Trakys (A, Anagennisi Epanomis), Kurtis Byrne (A, Anagennisi Epanomis), Kurtis Byrne (A, Ross County), Derek Riordan (A, Shaanxi Zhongjian Chanba), Liam Miller (M, Perth Glory), Thomas Flynn (G, Cowdenbeath FC), Colin Nish (A, Hartlepool
United), Steven Thicot (D), Kevin McCann (D), Ricardo Vaz Tê (A), Kevin McBride (M), Francis Dickoh (D)
Objetivo na temporada: brigar contra o rebaixamento

O Hibernian se reforçou no ataque e contratou Junior Agogo, que já defendeu a seleção de Gana, e Garry O'Connor, que estava no Barnsley. As duas contratações são uma forma de compensar a perda de Derek Riordan. Este foi artilheiro da equipe no último Campeonato Escocês com 11 gols e o líder do time em assistências com oito, e se transferiu para o Shaanxi Zhongjian Chanba, da China.

Na última temporada, a equipe terminou em antepenúltimo e teve a pior defesa do campeonato, tendo sofrido 61 gols em 38 jogos.

 

Inverness

Nome: Inverness Caledonian Thistle Football Club
Fundação: 1994
Site oficial: www.ictfc.co.uk
Estádio: Tulloch Caledonian Stadium (7.819 torcedores)
Técnico: Terry Butcher
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Jonny Hayes
Fique de olho: Richie Foran
Quem chegou: Josh Meekings (D, Ipswich Town), Greg Tansey (M, Stockport County), Andrew Shinnie (M, Rangers), Grégory Tadé (M, Raith Rovers), Thomas Piermayr (D, LASK Linz), Owain Tudur Jones (M, Norwich City), Aaron Doran (M, Blackburn), Billy McKay (A, Northampton Town), Tom Aldred* (D, FC Watford)
Quem saiu: Stuart Golabek (D, Brora Rangers), Grant Munro (D, Ross County), Roy McBain (D, Peterhead), Russell Duncan (M, Ross County), Adam Rooney (A, Birmingham), Eric Odhiambo (A, Denizlispor), Chris Hogg (D), Max Johnson (G),
Objetivo na temporada: brigar contra o rebaixamento

O Inverness, que terminou na sétima colocação no último campeonato escocês, já não poderá contar com o atacante Adam Rooney, artilheiro da equipe no última Premier League com 16 gols. O jogador se transferiu para o Birmingham.

Por outro lado, a equipe ainda com o atacante Richie Foran, que marcou seis gols em e fez seis assistências no último Escocês. Outro jogador que o Inverness deposita as esperança é no meio-campista Jonathan Hayes, que foi um dos destaques do time na temporada passada.

 

Kilmarnock

Nome: Kilmarnock Football Club
Fundação: 1869
Site oficial: www.kilmarnockfc.co.uk
Estádio: Rugby Park (18.128 torcedores)
Técnico: Kenny Shiels
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Liam Kelly
Fique de olho: Ben Hutchinson
Quem chegou: Patrick Ada (D, Crewe Alexandra), Ben Hutchinson (A, Celtic), Danny Racchi (M, York), Zdenek Kroca (D, Luton Town), Danny Buijs (M, ADO Den Haag), Rory McKeown (Ipswich Town, D), Gary Harkins (M, Dundee), Paul Heffernan (A, Sheffield Wednesday), Dean Shiels* (A, Doncaster Rovers)
Quem saiu: Jamie Hamill (D, Hearts), Frazer Wright (D, St. Johnstone), Mehdi Taouil (A, Hearts), Rui Miguel (A, Acadêmica Coimbra), Craig Bryson (M, Derby County), Benjamin Laurant (M), Steven Old (D), William Fils Aubameyang (A), Mohamadou Sissoko# (D, Udinese), Alexei Eremenko# (M, Metalist Kharkiv)
Objetivo na temporada: brigar contra o rebaixamento

Na janela de transferência de janeiro, o Kilmarnock que já tinha perdido Conor Sammon, que marcou 15 em 23 jogos da última edição do Campeonato Escocês e se transferiu para o Wigan. Depois disso, a equipe se desfez de outras peças importantes. Uma delas foi o treinador Mixu Paatelainen, que assumiu a seleção da Finlândia no final de março.

Com o término dos empréstimos do meio-campista Alexei Eremenko e do zagueiro Mahamadou Sissoko, eles retornaram para Metalist Kharkiv e Udinese, respectivamente. Eremenko foi um dos destaques da última temporada e concorreu ao prêmio de Jogador do Ano da Escócia.

Com a saída de importantes jogadores, o meio-campista Liam Kelly e o atacante Ben Hutchinson, contratado do Lincoln City, têm a missão de fazer com a equipe pelo menos se mantenha e não seja um dos que lutarão contra o rebaixamento. A equipe ainda contratou Ben Hutchinson, que veio do Celtic por meio de uma transferência livre.

 

Motherwell

Nome: Motherwell Football & Athletic Club Ltd
Fundação: 1886
Site oficial: www.motherwellfc.co.uk
Estádio: Fir Park (13.472 torcedores)
Técnico: Stuart McCall
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Michael Higdon
Fique de olho: Jamie Murphy
Quem chegou: Michael Higdon (A, St. Mirren), Nicky Law (M, Rotherham United), Nicky Devlin (D, Dumbarton FC)
Quem saiu: John Sutton (A, Hearts), Angelis Charalambous (D, Ermis Aradippou FC), Steven Meechan (M, Kettering Town), Francis Jeffers (A), Maurice Ross (D), Esteban Cassagolda (A)
Objetivo na temporada: vaga em competição europeia

O Motherwell foi uma das equipes que menos contratou e menos dispensou jogadores. Uma das aquisições do time foi Michael Higdon, que foi o artilheiro do St. Mirren na outra temporada com 14 gols. Ele terá a missão de substituir o atacante John Sutton, que balançou as redes dez vezes na última Premier League, e se transferiu para o Hearts.

Outros jogadores que são referênia na equipe são o jovem atacante Jamie Murphy, de 21 anos, que já defendeu as seleções de base da Escócia, e o meio-campista Stephen Jennings. O treinador Stuart McCall teme que Jamie Murphy se transfira para outro time.

Rangers

Nome: Rangers Football Club
Fundação: 1872
Site oficial: www.rangers.co.uk
Estádio: Ibrox (51.082 torcedores)
Técnico: Ally McCoist
Colocação em 2010/11: campeão
Competição europeia: Liga dos Canpeões (fase de grupos) e Liga Europa (oitavas de final)
Destaque: Nikica Jelavic
Fique de olho: Steven Naismith
Quem chegou: Juan Manuel Ortiz (M, Almería), Dorin Goian (D, Palermo), Alejandro Bedoya (M, Örebro SK), Lee Wallace (D, Hearts)
Quem saiu: El Hadji Diouf# (A, Blackburn), Kyle Bartley# (M, Arsenal), Vladimír Weiss# (M, Manchester City), Richard Foster# (M, Aberdeen)
Objetivo na temporada: título

O Rangers é o defensor do título do Campeonato Escocês e lutará para conseguir o quarto campeonato consecutivo e seu o 55º na história. Em relação à temporada anterior, a novidade fica por conta do novo treinador Ally McCoist, que substituiu Walter Smith. McCoist é um ídolo no clube, sendo que um dos feitos estabelecidos nos 15 anos em que defendeu o Rangers foi ter marcado 355 gols pela equipe e se tornado o maior artilheiro de todos os tempo dos Gers. Ele vinha sendo o auxiliar de Smith desde 2007 e agora terá a missão de fazer história como treinador do clube que o consagrou.

Um dos destaque do time de Ally McCoist é atacante Nikica Jelavic, que conseguiu cobrir o espaço deixado pelo artilheiro Kenny Miller em janeiro e foi o responsável pelas conquistas do Rangers. Outros jogadores que são referência na equipe são o meia Steven Naismith e o goleiro Allan McGregor, ambos titulares da seleção escocesa.

St. Johnstone

Nome: St. Johnstone Football Club
Fundação: 24 de fevereiro de 1885
Site oficial: www.perthstjohnstonefc.co.uk
Estádio: McDiarmid Park (10.673 torcedores)
Técnico: Derek McInnes
Colocação em 2010/11:
Competição europeia: não participou
Destaque: Murray Davidson
Fique de olho: David Robertson
Quem chegou: David Robertson (M, Dundee United), Francisco Sandaza (A, Brighton & Hove Albion), Sean Higgins (A, Dundee), Frazer Wright (D, Kilmarnock), David McCracken (D, Brentford), Carl Finnigan (A, Falkirk), Alan Mannus (G, Shamrock Rovers), Marcus Haber (A, West Bromwich), Callum Davidson (D, Preston North End), Stephen Reynolds# (A, Raith Rovers), Cillian Sheridan # (A, CSKA Sofia)
Quem saiu: Andy Jackson (A, Greenock Morton), Cleveland Taylor (M, Burton Albion), Jordan Robertson (A, Scunthorpe United), Peter MacDonald (A, Greenock Morton), Kevin Rutkiewicz (D, Dunfermline), Danny Grainger (D, Hearts), Michael Duberry (D, Oxford United), Graeme Smith (G, St. Mirren), Collin Samuel (A), Danny Invincibile (M, Ermis Aradippou), Stephen Reynolds* (A, Raith Rovers)
Objetivo na temporada: meio da tabela

Na última temporada, o St. Johnstone foi o time que menos balançou as redes e marcou somente 23 gols no Campeonato Escocês. A equipe conseguiu equilibrar com a sua defesa, que foi a terceira melhor melhor da competição (43), ficando apenas atrás de Celtic e Rangers.

David Robertson e Cillian Sheridan que foram contratados, respectivamente, do Dundee United e do CSKA Sofia, têm a missão de superar o mau desempenho ofensivo do último escocês. O jogador que a equipe tem como referência é Murray Davidson.

St. Mirren

Nome: St. Mirren Football Club
Fundação: 1877
Site oficial: www.saintmirren.net
Estádio: St. Mirren Park (8.023 torcedores)
Técnico: Danny Lennon
Colocação em 2010/11: 11º
Competição europeia: não participou
Destaque: Gary Teale
Fique de olho: Nigel Hasselbaink
Quem chegou: Paul McGowan (A, Celtic), Steven Thompson (A, Burnley), Nigel Hasselbaink (A, Hamilton), Graeme Smith (G, St. Johnstone), Gary Teale (M, Sheffield Wednesday), Jeroen Tesselaar (D, Telstar), Graham Carey (M, Celtic)
Quem saiu: Michael Higdon (Motherwell), Sean Lynch (M, Airdrie United FC), Jamie McCluskey (M, Dundee), Garry Brady (M, Brechin City), Paul Gallacher (G, Dunfermline), Peter Bradley (D, QPR), John Potter (D, Dunfermline), Gareth Wardlaw (Ayr United), Craig Dargo (A), Patrick Cregg (M), Nick Hegarty (M), Jure Travner (D)
Objetivo na temporada: brigar contra o rebaixamento

O St. Mirren escapou de ser rebaixado na última temporada por ter terminado sete pontos de vantagem do Hamilton. Na atual edição do Escocês, a equipe também deverá lutar contra o rebaixamento.

As esperanças da equipe estão depositadas no atacante veterano Steven Thompson, de 32 anos, e no meio-campista Gary Teale, que se juntaram ao elenco nesta temporada. Ambos já defenderam a seleção escocesa. O atacante Paul McGowan, que estava jogou no St. Mirren na temporada passada, foi contratado pelo definitivamente pelo clube. Outro reforço no setor ofensivo foi Nigel Hasselbaink, que estava no Hamilton. Por outro lado, a equipe perdeu Michael Higdon, que artilheiro da equipe na última temporada do Campeonato Escocês com 14 gols e se transferiu para o Motherwell.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo