Europa

Ex-dirigente acusa Uefa de ameaçar federação turca após escândalo

Após renunciar seu cargo na presidência da Federação de Futebol Turca no início da semana, Mehmet Ali Aydinlar acusou que a Uefa pressionou a entidade no caso de manipulação de resultados ocorrido no país. O Fenerbahçe foi desclassificado da fase de grupos da Liga dos Campeões, substituído pelo Trabzonspor, sem que os inquéritos estivessem concluídos.

“A Uefa forçou a TFF. Eles ameaçaram impor um banimento de oito anos aos clubes turcos nas competições continentais se nós não agíssemos imediatamente. A federação não pode ceder ao blefe da Uefa. Esse requerimento não constitui uma obrigação para eliminar os clubes”, acusou o ex-dirigente.

Aydinlar se demitiu ao cargo na terça-feira, após a federação recusar seu pedido de abolir o rebaixamento no Campeonato Turco para clubes envolvidos em casos de manipulação. Oito clubes são investigados pela combinação de resultados em 19 partidas da última temporada. Ao todo, 93 pessoas passam por inquérito. O julgamento sobre o caso deve acontecer neste mês de fevereiro.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo