Eurocopa

Seis torcedores franceses perderam jogo contra a Hungria porque foram para Bucareste em vez de Budapeste

“Precisamos aprender mais sobre a Europa”, disse um deles - é, precisam

Na próxima vez que você estiver na sua aula de geografia, questionando “por que estou aprendendo tudo isso?”, lembre-se desta história: seis torcedores franceses perderam o jogo da sua seleção contra a Hungria no último sábado porque viajaram a Bucareste, capital da Romênia, em vez de Budapeste, capital da Hungria e onde a partida foi realizada.

E não tiveram a chance de corrigir o erro a tempo porque não souberam distinguir torcedores ucranianos – amarelo e azul – de torcedores húngaros – verde, vermelho e branco.

O grupo de colegas que trabalha na mesma empresa de TI chegou a Bucareste no sábado com ingressos para o jogo que aconteceria naquela noite em Budapeste, cerca de 760 kms ao noroeste. Eles poderiam ter se tocado do erro antes ao avistar uma massa de torcedores ucranianos, cuja seleção enfrentaria a Áustria alguns dias depois na capital romena, mas….

“Do aeroporto, seguimos um grupo de torcedores. Achei que eram torcedores húngaros que também iam para o jogo. Nós os seguimos. Pensamos que eram húngaros e sabiam o caminho para o estádio. Estava tudo bem e não precisávamos nos preocupar”, afirmou um dos franceses, segundo a rádio RMC Sport. “Nunca pensamos que eles eram ucranianos. Agora percebo que não conseguíamos nem entendê-los. Não sabemos húngaro e também não sabemos ucraniano ou russo”.

A história foi descoberta por um jornalista do veículo local Jurnalul National, que percebeu que eles não estavam cantando com o resto dos torcedores ucranianos no centro da cidade e perguntou se eles haviam viajado de Kiev. “Estamos aqui por engano. Está ficando cada vez mais claro que não estamos onde precisamos estar”, respondeu um deles, de acordo com a ESPN norte-americana.

A única boa notícia: caso a França termine a fase de grupos em primeiro lugar, ela disputará as oitavas de final na próxima segunda-feira em Bucareste. Então eles poderiam argumentar que só erraram a data do jogo por mais ou menos uma semana.

“Precisamos aprender mais sobre a Europa”, afirmou outro deles à RMC.

É. O eufemismo do ano, esse aí.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo