Eurocopa

Bruno Fernandes, joia inglesa e mais: os destaques dos primeiros amistosos antes da Euro

A poucos dias do início do torneio na Alemanha, seleções realizam compromissos preparatórios

Entre favoritas, coadjuvantes e azarões, diversas seleções entraram em campo nos últimos dias no continente europeu. O foco dos amistosos? Preparação para Eurocopa, que acontecerá do dia 14 de junho a 14 de julho, na Alemanha.

Atenta às partidas que antecedem o torneio mais importante de seleções europeias, a Trivela traz um top 5 de jogadores que saem valorizados dos amistosos e ganham força para Euro.

Cole Palmer

Melhor jovem da Premier League, vice-artilheiro da competição e principal jogador do Chelsea. A temporada 2023/24 de Cole Palmer foi especial, e o jovem a coroou na última segunda-feira (3).

Graças ao excelente desempenho pelos Blues, Palmer passou a ser chamado por Southgate na Inglaterra. Escalado como titular no amistoso contra a Bósnia, o camisa 7, de pênalti, marcou seu primeiro gol pela seleção e abriu o caminho para vitória da equipe — por 3 a 0.

Além do talento, Palmer mostrou a Southgate que tem estrela. A titularidade na Euro depende do treinador, mas o garoto prodígio do Chelsea parece pronto para fazer a diferença e ajudar a seleção inglesa a conquistar um título relevante — feito que não acontece desde 1966.

De pênalti, Cole Palmer marcou o primeiro da vitória inglesa sobre a Bósnia (Foto: Icon Sport)

Trent Alexander-Arnold

Alexander-Arnold marcou o segundo gol da vitória inglesa sobre a Bósnia, e o tento significou bastante para o lateral do Liverpool. Apesar de ser figurinha carimbada nas convocações de Southgate — presente inclusive nas duas Copas do Mundo mais recentes — Arnold lidou com problemas físicos na temporada e perdeu a última Data Fifa.

O camisa 66 dos Reds, que não vinha atravessando bom momento no clube e na seleção, sofreu com três lesões ao longo de 2023/24 e ficou de fora de jogos importantes. O gol diante dos bósnios pode significar uma retomada do jogador de 25 anos.

Vale destacar que, com Southgate, Alexander-Arnold passou a atuar no meio. O passe refinado e visão de jogo diferenciada do lateral fizeram o técnico inglês deslocá-lo para faixa central de campo.

Arnold celebra gol pela seleção inglesa (Foto: Icon Sport)

Bruno Fernandes

Cristiano Ronaldo continua sendo a grande estrela da seleção portuguesa, mas em campo, Bruno Fernandes já deu amostras suficientes de que é fundamental no esquema de Roberto Martínez. Reserva (poupado) no amistoso contra a Finlândia, o camisa 8 entrou no segundo tempo e marcou dois gols da vitória lusitana por 4 a 2.

Em uma temporada para esquecer do Manchester United, Bruno anotou 15 gols e concedeu 13 assistências. Na seleção, seu status também é de intocável. Principal jogador da ‘era Martínez’, o meio-campista dita o ritmo da equipe no ataque e costuma ser decisivo no terço final de campo.

“Com ele em campo, somos mais fortes”, disse o técnico de Portugal sobre Bruno Fernandes, após o triunfo diante dos finlandeses.

Bruno Fernandes marcou dois gols na vitória portuguesa sobre os finlandeses (Foto: Icon Sport)

Kolo Muani

Kolo Muani decepcionou em sua primeira temporada pelo Paris Saint-Germain. Comprado por 90 milhões de euros junto ao Eintracht Frankfurt, o atacante foi reserva de Luis Enrique em momentos importantes de 2023/24. Os números tímidos ilustram a desilusão com o jovem: marcou apenas nove gols em 40 jogos.

Em virtude do mau desempenho no clube, Kolo Muani chegou a ser dúvida na seleção francesa. O atacante não tinha presença garantida na Eurocopa antes da lista de Didier Deschamps ser divulgada.

Convocado pelo técnico francês, o camisa 12 dos Bleus tenta justificar em campo a confiança depositada em seu futebol. Na vitória por 3 a 0 sobre Luxemburgo, o jogador do Paris marcou o primeiro gol e teve boa atuação.

Kolo Muani tenta retomada na seleção após temporada irregular pelo PSG (Foto: Icon Sport)

Oyarzabal

A temporada da Real Sociedad chamou atenção positivamente até dado momento, mas terminou de maneira para lá de frustrante. Sexto colocado de La Liga, eliminado nas oitavas da Champions e na semifinal da Copa do Rei (para o Mallorca), o time do País Basco deixou a desejar. Mikel Oyarzabal, ídolo do clube, sabe disso.

O atacante, porém, mais uma vez se destacou individualmente. Em 44 partidas, balançou as redes 14 vezes e deu três passes para gol. A boa fase de Oyarzabal foi comprovada nesta quarta-feira (5), quando anotou um hat-trick e ajudou a seleção espanhola a golear Andorra por 5 a 0. E detalhe: fez isso saindo do banco de reservas.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo